4 de mai de 2009

Adeus

Passou-se uma semana, a rotina reclama seu trono e nós aceitamos tornar nossas vidas uma miséria. Nossos governantes recuperam o delírio da autoridade e somos infestados pela propaganda política que, há tempos, deixou de ser ideológica para ser um embate entre marqueteiros, em que qualquer candidato se presta ao papel de produto de consumo.
Do corpo do monstro que instituía a Comunidade Luz de Jesus surgiram centenas de pequenas organizações filantrópicas, instituições de caridade e comunidades evangélicas. Com o sumiço de Miranda, muitos pastores, bispos e missionários vão competindo entre si para aquinhoar a rica herança deixada. Massa de manobra e exploração a estas víboras é que não faltará, as grandes cidades ainda serão o Eldorado dos miseráveis e extraditados.
O convênio cruel de nossos governantes com estes fariseus continuara rendendo muitos votos, muitas ofertas, muitos dízimos, muita ignorância. A periferia continuará a ser o deposito dos desvalidos e abandonados do Estado, sem que nossa elite alienada e omissa se importe com as conseqüências explosivas, esta guerra civil, desde que renda lucros altos e fáceis.
Nada será feito, até que um efeito colateral, um estilhaço, atinja a alguém próximo da nata desse poder, neste momento serão dados ouvidos aos moralistas reacionários e, para a satisfação de seus promotores, haverá um expurgo, um remédio que apenas potencializará a violência em voga. Triste futuro, o que restará?
Emanoel está em seu escritório, agora promovido a medico legista sênior, tendo que receber os estagiários, que vêm para aprender e bem podem vir a substituí-lo. Na sua mesa, Emanoel tem uma boa visualização do que pode vir a ser o futuro do brasileiro, se não houver uma mudança de nossa mentalidade: uma massa amorfa; restos de uma criatura ou de uma pessoa, não identificados.
Parte daquela carcaça tinha alguma semelhança com o material achado nos pólos e estudado por Kraspov. Por mais provas e evidencias que tivesse, Emanoel manteve o segredo dentro do CR, mesmo porque a comunidade cientifica não está preparada para perceber ou admitir a expansão de sua tacanha realidade. Certamente, Sandra e Zeheler confirmariam suas suspeitas, aquele retalho foi um pedaço do Usurpador, do Cristo. O processo de maturidade da humanidade tinha dado o primeiro passo e somente a humanidade é capaz de dizer quantos passos mais precisam ser dados, se é que se escolherá caminhar rumo à grandeza que nos foi destinada.
- Bom dia, calouros. Nós temos alguns clientes hoje, mas eu gostaria que todos procedessem à observação, descrição e discriminação deste lote. Cada um produza seu relatório e depois discutiremos os resultados.
Minha presença é estranha e desnecessária, sou deslocado até o CR para pegar informações sobre os demais integrantes. Vejamos!
Sandra está feliz e animada. Até o fim do ano, ela e Emanoel estarão casados, numa cerimonia a estilo das antigas tradições, sendo a união consagrada pela Rosângela.
Com a ajuda das atividades do CR, Sandra pretende divulgar em publico aquilo que aprendeu e confirmou por experiência por ser efetivo, alertando aos incautos de qualquer vigarista ou estelionatário esotérico.
Apesar dos protestos e resistências, Zeheler pede sua aposentadoria como diretor cientista sênior do laboratório. Não muito no passado, Zeheler não conseguiria sequer pensar em abandonar o laboratório, todo aquele maquinário e os computadores. Aliviado por ter se livrado das pesadas cascas do passado, Zeheler pega 2 malas com algumas roupas, um bom fundo financeiro e parte para Kiev, Ucrânia, para ajudar no estudo do achado feito nos pólos, onde poderá compartilhar das boas memórias e tradições com seu colega e amigo, Kraspov.
Silveira e dr Batista continuam com seus esforços para desbaratar as seitas que controlem seus membros, por coação ou lavagem cerebral.
Milton curte a presença de seu pai, ambos tentando reparar os anos de afastamento. Silveira espera pelo casamento de Sandra com Emanoel, pois ele pedirá a mão de Rosângela, esperando que ela o aceite e more em definitivo no Rio.
Assim prosseguem Maxwell e Bacon, investigando e encerrando as atividades de qualquer grupo religioso, místico ou esotérico que apareça como uma ameaça à humanidade. Entre uma investigação e outra, o danado do Maxwell aproveita para ir ao Cairo ou enviar e-mails para Lugalu, eu acho que se aproxima mais um casamento.
Bacon não perdeu muito tempo, também encontrou uma moça, a filha mais velha dos Shakur, não me perguntem como, os caminhos do amor são misteriosos, minha esposa que o diga!
Falando em amores estranhos, difíceis, mas que contra todas as possibilidades acontece, Kelvin e Katerine têm curtido e muito os momentos juntos. Ambos voltaram para a Irlanda e tentam, junto com outras entidades, trazer a paz e a concórdia para seu povo. Felizmente, a transmissão parece ter deixado os ânimos mais dispostos a superar essa estúpida diferença doutrinaria. Eu acho que ali será o primeiro país que colocará o cristianismo no mesmo lugar que os demais mitos, onde acumulará poeira e esquecimento.
Depois de seu contato chocante com os espíritos da selva e ter ouvido os rumores do ocorrido em Brasília, Wanderley andou de tribo em tribo na América Latina, em busca do conhecimento dos pajés ou xamãns que o aceitassem como aluno. Conforme ele aprende e incorpora espíritos, vai adicionando o conhecimento e a experiência pessoal em sua peça. Nestas terras onde ainda existe um contato com a natureza das coisas tal qual estas são, sua peça acaba prevenindo os aborígenes da invasão dos missionários cristãos e dá aos nativos um bom motivo para expulsar qualquer agente dessa aberração.
Por fim, mas não por ultimo, Rosângela cessou de dar aula para Sandra, percebendo que ela estava bem preparada para seguir adiante. Rosângela não ficou parada, iniciou uma campanha por diversas cidades, reunindo-se com todos os que praticam e simpatizam com as antigas tradições, exatamente para afastar os vigaristas e os oportunistas. Com alguma sorte e apoio dos deuses, o Brasil pode vir realmente a ser o país do Novo Aeon e o centro espiritual deste mundo, não para o domínio dos deuses, mas de seus herdeiros e donos, os humanos.
Há tempos eu perdi a verve, o léxico e a habilidade de malabarismo com as palavras. Com custo, eu consegui reunir textos suficientes para meu primeiro livro, Hetera e para este que tomou 9 meses (uma gestação), eu sinto que esgotei totalmente meu talento, capacidade e paciência. Mais uma vez me posto como minha própria efígie e esfinge na sala de espera de uma editora, curtindo a ilusão, a melancolia e a autocomiseração que assalta todo projeto de escritor.
Da aventura passada, um efeito cômico: o louco poeta e eu revelamos ser a mesma pessoas; um efeito romântico: o corvo e eu demonstramos ser o mesmo espirito e um efeito inesperado: adquiri a maturidade e a consciência espiritual.
Enquanto aguardo ser atendido, Lilith faz uma leitura dinâmica desta obra, para uma ultima revisão e correção. Ela se diverte com esta minha confusa teoria de que é pela carne e pelo prazer que se chega à melhor revelação espiritual. Eu mesmo não me levo a sério coma fantasia do fogo negro, o caminho da mão esquerda ou a santidade pela doutrina das Trevas.
- Então? O que você espera? Você ainda é muito cruel e agressivo. Como pode esperar que alguém tenha coragem de publicar isso, como espera que alguém leia um texto tão contundente contra uma crença?
- A melhor resposta é de uma declaração que eu ouvi em um filme: eu não digo a verdade para convencer aos outros sobre tal verdade, mas para defender aqueles que a conhecem.
- Você tem minha atenção e admiração, se é isso que queria provocar. Mas isso torna sua letra morta, somente você terá a satisfação de ter chegado ao Paraíso caminhando pelos Vales das Sombras.
- Essa é a parte mais engraçada. Isso não me torna melhor que essa massa de crentes egoístas, ocupadas com sua salvação enquanto que, por outro lado, me livra do papel de ser missionário, ocupado em perturbar o destino optado por terceiros.
- Ou seja, você ainda é muito amargo e melancólico. Você adquiriu uma aura soturna que consegue seduzir a mim e a sua esposa.
- O pior de tudo é que não sei mais em que direção devo continuar. Eu escrevi esta obra para que todos soubessem o nome e vissem a face da verdadeira Besta que deseja destruir a humanidade. Não tenho, não tive, a intenção de abolir o cristianismo, a custo da assimilação ou formação de outra religiosidade, tão abominável ou pior que as existentes.
- Seja aonde for, seja o que for, eu estou aqui, para te apoiar, ajudar e orientar.
- Hehehe. Agora que eu estou aprendendo e pagando com a escolha feita, por ter me casado com uma mulher que vendeu sua consciência para a doutrina evangélica; por enfim perceber que o amor não é grande coisa; que a tendência natural é o erro e a falha; que expandi meu amor macabro e realismo pragmático é que consigo conquistar a sua admiração?
- Deixe de ser cínico, espertinho! Eu sou uma mulher, eu quero ter atenção e carinho; eu quero que me trate como sua igual, não como sua deusa; eu quero o seu respeito e consideração, como pessoa, não como objeto.
Efetivamente, muitas são as verdades a aprender, mas elas não podem ser achadas ou aprendidas em um livro, as verdades devem ser descobertas e assimiladas conforme se caminha neste mundo. Pena que muitas mulheres não conseguem perceber ou compreender esta verdade em particular, as mulheres são os indivíduos mais oprimidos e discriminados. Basta ver as religiões oficiais dominantes, monoteístas e patriarcais, nunca teriam existido se as mulheres conhecessem sua natureza e essência femininas. Meu pensamento é interrompido, a porta que dá acesso ao interior da Madras Editora se abre.
- Sr Roberto? Entre, nós vamos ver sua obra agora.
Um passo para meu futuro, meu destino. De trás desta porta, eu poderei achar a consagração e o reconhecimento, ou a desgraça e o escárnio de meu povo. Que seja!

Contagem de corpos

Meus olhos ardem, mas ainda sinto meu corpo intacto, o solo abaixo de meus pés e minha cabeça pensando. Pena que eu não possa dizer o mesmo pelos meus leitores. Conforme a córnea vai se restabelecendo, a visão periférica se estende, as coisas voltam a ter forma, cor volume, textura e sombra. O murmúrio da multidão apinhada em nossa volta demonstra a presença de mais sobreviventes. Para testemunho e choque dos evangélicos, apenas Satan permaneceu no Ponto Zero, enquanto Cristo, Shaitan e a fortaleza desapareceram. Algumas emissoras cortaram a transmissão, outras colocaram alguns especialistas para comentarem o ocorrido. Como todo especialista, eles mudaram suas opiniões e conceitos diante da realidade. Os mesmos imbecis que, antes eram unanimes quanto a ser esta a tão esperada 2ª Vinda de Jesus, agora afirmavam que o fenômeno certamente era a demonstração esperada de um falso Cristo ou mesmo do Anticristo.
Enquanto meu corvo procura noticias dos meus amigos do CR eu observo a reação de Satan. Ele não parecia estar satisfeito, aliviado ou realizado, ele mais parecia amargurado, decepcionado, derrotado. Aquilo que costumamos confundir e exprimir tão pobremente por amor e compaixão, tem seus tons magnificados na face de Satan. Então ele falou:
- Eu pensei que sabia de tudo. Eu pensei que a vingança aplacaria meu coração. Depois de tanto esforço, busca e preparação, prevalece o vazio e a fome. O Carniceiro foi vencido, mas a preço terrível. Agora, terei que conviver com uma vitoria dolorosa sem prêmio, eu terei toda uma existência para lamentar a perda da minha linhagem.
- Ora, vamos! Que drama! Você acha mesmo que foi o único a ter trabalho? A sua linhagem nunca vai acabar, ela está bem diante de ti!
- Princesa, não torne este momento mais difícil. Eu devo ficar contente se tem algo de meu sangue nesse projeto de escritor ou em um louco poeta?
- Mas que birra! Eles tem seus méritos e valores, não seja rigoroso como os deuses orgulhosos, como Iahvé. Você sabe muito bem do projeto inicial dos deuses e de como este poderia ser bem sucedido. Ou você acredita, como Yheshua, que a descendência tem que ser pura?
- Você viu a maldade que existe nesta semente.
- E nós mesmos não fizemos o mesmo ou pior em nossa infância? Não existem estes conceitos, bondade e maldade, até os humanos perceberam isso. O que existe é ignorância, que sobrevive arraigada e oculta, nas mentes e nas instituições. Você mesmo não trouxe o Humanismo e a Ciência, para depois sentir decepção? Ninguém disse que seria fácil ou perfeito. A nós cabe apenas as dicas, os passos para a evolução e para a maturidade devem ser dados por estas criaturas semicientes! Nenhum profeta pode conduzir, nem os deuses podem dominar, a cada indivíduo, a cada comunidade.
- Hum. Então é isso. Apesar de serem infantis, nós temos que deixá-los tentar andar, queda após queda. Nós temos que deixá-los sair do berço, para que descubram na pele que o fogo queima.
- Eu sei que você tem certa reserva e recusa, mas esta doutrina que os humanos inventaram, o satanismo, quando compreende sua verdadeira personalidade e natureza, diz exatamente aquilo que nós conhecemos como as leis dos deuses, as mesmas leis que são distorcidas e fracionadas pelas inúmeras religiões, mas que a cada dia é redescoberta e recomposta pela recuperação das antigas tradições! Sua batalha pessoal teve um fim desagradável e doloroso, mas está na hora de continuar com aquilo pelo qual você veio: despertar a consciência humana para as Leis da Vida e entregar a estes todos o controle e o poder sobre tal Lei e Vida! Lei nenhuma pertenceu aos deuses, nem a Vida! Ambas pertencem a quem vive!
- Hum. Ao que eu posso perceber, você e os deuses não desistiram daquela idéia estapafúrdia de me nomear como espirito protetor e tutor, deste mundo e dos humanos.
- Consegue imaginar outra solução? Você mesmo percebeu que são crianças, que ainda precisam de uma figura paternal. Abandoná-los por completo é como deixar um filhote arriscar a voar sobre um abismo.
- Eu sei bem o que isso pode causar. Mas não tenho condições para aceitar tal peso e encargo. E' uma decisão difícil e delicada.
Meu corvo retorna com noticias dos meus amigos do CR, vou narrar o que aconteceu por lá nestes 45 minutos que passaram após a explosão. Miranda e Uriel ficaram chocados, por um lado ficaram felizes com a eliminação de Cristo, por outro temeram por suas vidas, estava bem óbvio que os antigos deuses estavam retomando seus terrenos, conquistas e colônias. Emanoel desligou a televisão, aproximou-se de Miranda e cortou a corda que o prendia. Sandra fez o mesmo com Uriel.
- Mas...eu...não entendo! Depois de tudo, tendo nossas vidas em suas mãos, vão deixar que saiamos livres?
- Vocês não entenderam, não é?
- Vocês deviam ter prestado atenção. Vocês nos consideram seus inimigos e adversários do reino do Usurpador.
- Eu nunca os considerei inimigos e, certamente, o CR pensa como eu. Vocês seguiram um sonho, a cobiça que tinham. Vocês precisam continuar vivendo, para que todo humano e anjo entenda a que leva atos inconseqüentes, qual o resultado da satisfação solitária sem consciência, em que os meios justifiquem os fins, a custo da miséria e pobreza de muitos.
- Na verdade, vocês também foram vitimas da ilusão que este poder causou. Vocês acharam, até agora, que estavam sobre o controle da situação, mas saibam que nenhum de seus atos estavam ocultos do Usurpador. Ele sabia bem como conduzir as pessoas, manipulá-las com seus jogos psicológicos.
- Partam, que diabos! Partam sem demora!

Shaitan

Parece que eu fui possuído pelo espírito de um escritor de novelas. Drama barato, roteiro forçado e desenvolvimento previsível. Eu confesso que estou enrolando. Mas vamos ao palco.
- Meu filho? Shaitan?
- Cale-se. Como ousa? Você não pode ser meu pai.
- Como pode falar isso? O que esse canalha fez com você?
- Eu te ouvi. Diz não procurar honrarias ou glorias, mas então porque ainda busca vingança? Diz não ter nenhum vinculo com os demais, então quem o nomeou como justiceiro? O que tem buscado? Uma satisfação, um silêncio, a tranqüilidade da consciência. Nós fomos dizimados, mas nós fomos na frente. Como pôde deixar eu e mamãe virmos a este mundo desconhecido, ameaçador e inexplorado?
- Eu nunca vou poder reparar isso. Naquela época, eu cumpria ordens, eu confiei nos deuses mais velhos e, como muitos, eu tinha por incumbência ajudar e preparar a partida e a viagem dos primeiros colonos. E cá nós estamos, esta é a recompensa por confiar em poucos o destino de muitos. Os deuses mais antigos estão rendidos e deslumbrados com a falsa autoridade e poder deste tirano. Eu não acredito que a derrota deste facínora poderá alterar o atual estado das coisas, para isso eu teria que interferir nas consciências alheias e isso não é admissível, eu me tornaria em algo igual ou pior do que o Usurpador.
- Hahaha! Você continua com o mesmo discurso. Até quando vai continuar se enganando e se justificando para os outros com estas falsas memórias e conversa mole?
- Você! Você, maldito! Você é o maior responsável!
- Hohoho! Que medo! O grande, forte e corajoso Satan não sabe como resolver um dilema tão simples.
- Cale-se também. Mais que outros, eu o conheço, Yheshua. Eu fui o seu Espirito Santo e o seu Diabo, eu fui seu arco e flecha, enviando suas bênçãos e maldições por todo este mundo, eu era o verdadeiro autor de seus milagres e visões. Eu te construi o Paraíso, a gaiola dourada concebida para preservar seu idílio e estocar as almas crentes que o manteria vivo. Também construi o Inferno cristão, a masmorra onde você podia torturar seus prisioneiros e aterrorizar os viventes. Eu recebi toda a carga dos pecados e da maldade humana, unicamente para que brilhasse em sua aura de pureza e santidade. Você se posta tranqüila e comodamente em seu trono, mas eu fiz seu alicerce. Até quando esta coroa se sustentaria sobre o pecado que tanto condena, eu não sei, mas é certo que este ouro durará tanto quanto a podridão que este poder produz e descarta.
- Pobre Shaitan. Meu Espirito Santo! Não é muito tarde para mostrar remorso, vergonha ou arrependimento? Não é momento para crises de identidade. Acabe logo com isso.
- Certamente, meu Senhor.
O relógio marca meio dia, mas a luminosidade está mais para um crepúsculo, sombrio e avermelhado. Shaitan reúne em seus ombros toda dor, sofrimento, mágoa, ressentimento e ódio que tantas almas humanas penaram por causa ou devido à existência do cristianismo ao longo de tantos séculos. Espectros de guerras, de cizânias entre povos, gritos, lagrimas e sangue inocente ocupam todo o cenário até o horizonte. Este é o lado de Cristo que tanto os pastores evangélicos tentam esconder, este é o outro reflexo da luz, do Paraíso prometido pelo Usurpador, é o Inferno cristão, a terrível e escura psicopatia derivada da personalidade mais profunda e escondida de Cristo. Shaitan não evocou este banshee para impressionar. Satan estava pasmo diante de tanto poder. Shaitan então definiu seu alvo:
- Meu pai, eu te amo. Que a maldade deste mundo recaia sobre aquele que mais a evocou e patrocinou.
- Não! Shaitan, não!
- Adeus, pai. Sua semente será apagada.
Um brilho absorve todo este mundo e reluz com mais intensidade que todas as estrelas desta galáxia, uma explosão surda e muda. Algo parece ser movido, apagado, total obliteração.

Derrota

Nós estamos no século XI e a humanidade parece passar por uma crise de meia idade. O muro de Berlim caiu, junto com ele a teoria e a utopia socialista. Assistimos a construção do muro de Gaza, junto com ele a manifestação da ignorância e da intolerância religiosa. Aqui no Brasil, a falência do Estado de Direito, o vazio das leis, empenham uma justiça manipulável e uma crescente indignação do cidadão frente à sociedade cega, surda e muda que este mesmo construiu, indicando uma solução explosiva; a vingança e a retaliação são elevadas à condição institucional, sem que seus promotores pensem nos efeitos colaterais ou nas possíveis vitimas inocentes que serão atingidas pelos estilhaços desta bomba moralista reacionária.
O terrível silêncio que é produzido por esta encruzilhada, pela falta de respostas à esta charada que a humanidade se encontra e se propõe ao longo de sua existência, até agora com respostas paliativas, é um fantasma que surgiu no berço e agora ameaça engolir a existência dela. Silêncio, essa é a melhor palavra. O cidadão é omisso, como pode cobrar de seus representantes algo que não é observado por cada indivíduo? A corrupção não é um ato cometido por uma figura, nós ainda idolatramos e seguimos deslumbrados a infame lei de Gérson. Silêncio, então. Basta de verter sua indignação em pequenos grupos ou nas intermináveis filas. Cidadão, é hora de refletir seu desejo e seu direito, faça deste Estado o País que tanto deseja.
Tal como na única copa do mundo disputada no Brasil, após a vitória do Uruguai sobre a seleção local, na década de 50. Minto, pior. A massa da audiência, autoridades e anjos assistem catatônicos a um Cristo derrotado e impotente.
- Então facínora? Este é todo seu poder e glória?
- Eu sou o Senhor! Eu tinha que impor ordem e disciplina! A vida dos deuses era impura e sua mistura com os humanos era imoral!
- Ainda insiste nesta sua loucura, mesmo diante de sua execução? Você nunca foi dono da verdade, nem tinha a autoridade. Por ser incapaz de aceitar sua aparência, projetou sua insanidade em um ideal de perfeição, pureza, virtude e santidade. Mas seu ideal nunca se satisfaria em mascarar seu ego neste alterego falsificado. Você teria que transformar, moldar todo o exterior, para que a realidade se amoldasse ao seu ideal. A força das palavras e de uma utopia são grandes, mas s fatos, a realidade, acabam prevalecendo sobre os castelos de areia filosóficos.
A realidade é a verdade. Não há mais lugar para teorias ou retóricas, é momento de cidadania consciente e de ações práticas, pragmáticas e imediatas. Satan retira o manto e as peças da armadura. Ao retirar a ultima peça, a máscara facial, ergue Cristo para mostrar a todos aquilo que Yheshua, Iahvé, tanto escondera por 7 mil anos dos deuses, entidades e humanos: sua verdadeira aparência. Mais uma vez, meu corvo sussurra em meu ouvido, nem o pobre Miranda agüentou olhar a seu outrora Mestre e proclamado Salvador, Uriel teve tal repulsa que vomitou. Por debaixo de todo aquele brilho e elegância, havia uma criatura pálida, tísica, calva, corcunda e coxa. Eu não fico surpreso, ele sabia muito bem que o brilho fascina o homem e entorpece a consciência. Isso confunde, a luz pode ter uma fonte, como também pode refletir ou ser desviada, mas a aura não revela nada da essência de cada uma destas partes. Assim, resumindo, por mais que Cristo transparecesse ser uma fonte de luz ou de poder, sua essência estava escamoteada por esta película de lúmem. Tal como a rosa, que é vermelha não por ter algo desta matéria, mas por rejeitar e refletir tal espectro de cor; a rosa e sua natureza contém tudo menos o vermelho que, em nossos sentidos limitados, é identificado e confundido com a realidade da essência desta flor.
- A minha vontade é despedaçá-lo, mas isso ainda seria favorável ao seu sonho, que começou exatamente quando você aceitou o papel de vítima, de mártir.
- Eu não entendo! Eu consegui o poder pela fé humana, eu espalhei meu nome entre as estrelas e as nações deste mundo!
- Realmente, você obteve o poder, graças a esta fé humana. Mas você esqueceu que, com o poder e seu uso, vem uma conseqüência e uma responsabilidade. Você iludiu os humanos e se deixou levar pela ilusão que criou, você ficou viciado com o poder e o louvor que a fé humana lhe proporcionava.
- Muito bem. Você me tem em suas mãos e venceu. Mas você não acha que eu chegaria até aqui jogando limpo. Não é nada pessoal, mas está na hora de eu usar o coringa que eu guardava na manga. Que venha a mim meu 13° Trono!
Uma sombra sai de dentro da fortaleza e resgata Cristo da mão de Satan. Um jovem anjo, bem parecido com Satan, coloca seu general a salvo, próximo à entrada da fortaleza e se põe em posição para lutar contra Satan.
- Ele é grande, não é? Tão grande e crescido que não deve estar reconhecendo-o. Permita-me apresentá-los, meu velho inimigo, este é seu filho, Shaitan, que os humanos chamam de Satanás, mas que eu promovi para o cargo de Espirito Santo. Como eu avisei, eu tenho e vou vencer, a qualquer custo!

Kutulu

Uma enorme tenaz aparece, envolvendo e protegendo Satan totalmente do ataque. Algumas fagulhas ricocheteiam de volta para os arcanjos, os atirando para trás por 20 metros. Assombro, espanto e medo. Uma entidade tão grande quanto a fortaleza e tão antiga quanto o Tempo surge em auxílio de Satan. Os arcanjos estão congelados, não sabem como atacar e vencer semelhante deus. Eu noto que Cristo demonstra surpresa e respeito.
- Kutulu! Eu não pedi ajuda! Eu posso cuidar disso sozinho!
- Não seja tão orgulhoso. Ou convencido. Não pense que eu vim ajudá-lo. Apenas não gosto de trapaça numa luta. O Usurpador é todo seu, eu seguro os arcanjos.
Veniel, ao despertar, percebeu estar nos braços de Samael. Se não fosse por ele, ela teria se espatifado ao chocar-se com as turbinas de íon-coletores. Samael a olha com um sorriso pacifico e amoroso. Ela nota a presença do deus do caos, cuja visagem a faz apertar mais fortemente Samael, enquanto encolhe seu rosto junto ao dele.
- Você fez o suficiente, Veniel. Vamos, está na hora de deixar-mos o campo de batalha.
- Oh, meu amado! Eu irei contigo onde quer que me carregue.
O casal segue para fora da arena, em direção a um dos refúgios existentes para os deuses resistentes. Os 10 arcanjos restantes, machistas e orgulhosos, não dão pela falta de Veniel e preparam nova tentativa de ofensiva contra Kutulu.
- Muito bem, Yheshua, seus capangas estão ocupados. Porque não vem mais perto para resolvermos isso, só nós dois, mano a mano?
- Insensato! Ousa desafiar o Senhor! Pouco me importa se todas as hordas do Inferno venham. Eu sou a espada e a coroa do Senhor. Apesar de eu ser o Príncipe da Paz, justo e misericordioso, eu não tenho outra escolha senão demonstrar todo o meu poder e gloria.
Cristo estende ambos os braços para os lados, na posição de cruz e então junta-os na frente, emitindo uma rajada de luz concentrada na direção de Satan. O impacto é tremendo, entretanto, sem efeito, Satan consegue desviar ou bloquear o ataque.
- Isso-isso-isso é impossível! Nada pode resistir ao poder do Senhor!
- Esse foi seu erro desde o principio, Yheshua. Você até pode ter o poder e a autoridade, mas nunca compreendeu a natureza das coisas. Nunca aceitou sua natureza, a natureza divina, a natureza humana e a natureza do poder. Por não entender, usou, abusou e subjugou o poder, de acordo com sua vontade. O poder, a energia, obedece por ser uma ferramenta, mas mesmo assim é cega. Eu possuo o conhecimento e o tenho em abundância, permita-me demonstrá-lo.
Com um leve aceno, Satan emite um facho fino e certeiro que atravessa o manto e a armadura de Cristo na altura de seu ombro direito. O meu espirito guia, um corvo muito safado, sussurra em meu ouvido que o pessoal do CR comemorou esse round como torcedores comemoram o gol do artilheiro de seu time preferido. Isso porque não levaram a serio meus escritos, não atentaram à entrevista que a televisão transmitiu, nem acreditaram no que Satan falou ao louco poeta. A contragosto de Satan, muitos deuses, entidades e humanos estão torcendo pela vitoria dele, seja por vingança pessoal, seja pela esperança de encontrar a liberdade. Ainda haverão muitos que não perceberão que essa libertação, salvação ou redenção deve vir de uma ação consciente de cada indivíduo.
- Não! Não! Não! Eu sou o Senhor! Eu estou revestido com o manto da santidade e a armadura da virtude! Não há em lugar algum poder que possa trespassar! Eu estou com as roupas de Anu!
- Enfim, a dor faz a verdade surgir. A audiência que você tanto cobiçava deve estar chocada, mas isso não me interessa. Está pronto para receber a mesma justiça, com o mesmo rigor que dedica a criaturas indefesas?
- Cale-se, cale-se, cale-se! Eu sou o Senhor, eu sou a Lei, eu sou a Verdade! Prepare-se para receber o Juízo Final!
Novamente Cristo se posta para seu ataque, mas Satan com um meneio de sua mão, detém o ataque e ceifa as mãos de Cristo. Apesar da dor, Cristo tenta continuar o ataque, saltando com os pés para tentar acertar Satan com um chute. Sem esforço, com um dedo, Satan bloqueia o chute e reverte a força, fazendo o pé de Cristo explodir, quebrando sua perna, causando lesões na bacia e na base da espinha. Cristo cai fraco, sem fôlego e quase imóvel.

Ossos do ofício

Coisas do ofício. Não sou de falar muito, sou bom ouvinte, mas deixei de me torturar com as opiniões de terceiros. No momento certo, Lilith leva a mim e o louco poeta para o Ponto Zero a fim de ter um registro aos diletos leitores presentes do que ocorrerá.
- Vocês dois de novo? Não tinha coisa melhor?
- Infelizmente não, general.
- Olha, eu tenho muita consideração por você e por sua família. Se não fossem os Nefilim, minha família e parentes não sobreviveriam, mas eu deixei bem claro que não desejo honrarias ou autoridade. Tudo o que eu quero é acertar com o Carniceiro.
O frenesi aumenta, a fortaleza pousa a 10 metros do Ponto Zero, na direção norte. Ao abrir o portão principal, saem primeiro os 11 arcanjos da guarda pessoal de Cristo. Satan os olha com pena e desprezo, enquanto os 11 se seguravam, apostavam e decidiam quem ia lutar primeiro. Evidentemente, o Usurpador desceu de sua fortaleza com toda a pompa e espalhafato cênico de um artista de rock: luzes, fumaça, fogo, coro, torcida organizada. Peraí! Isso é exatamente o que ocorre no show-culto da estelionatária Bispa Vânia (aham, um pseudônimo para evitar processos). Para delírio dos muitos evangélicos que estavam assistindo, ao vivo ou pela televisão, Cristo estava radiante, alto, forte, confiante, envolto por um manto branco e uma armadura dourada. Sentindo a raiva de Satan, foi o primeiro a falar.
- Eis-me aqui, minhas ovelhas, como eu vos havia prometido, para varrer toda a maldade deste mundo, julgar aos vivos e aos mortos, mas principalmente para derrotar e aprisionar a Grande Serpente, o Príncipe deste Mundo. Oh, pobre e vil criatura, está pronta para a fúria do Senhor?
- Há! Você pode iludir a estes todos com suas doces palavras e este espetáculo de ilusionismo. Mas eu te conheço, Yheshua, você não é outro que não o mesmo velho deus Iahvé. Aquele que conjurou com muitos e promoveu uma chacina entre os deuses. O mesmo que, traiçoeiramente, após a conquista sangrenta, com sua lábia, promoveu a disputa entre sua própria família, unicamente para apunhalá-los tranqüilamente, pelas costas. Aquele que, ainda com as mãos empapadas com sangue inocente e a armadura furtada de Anu, subiu até a Assembléia dos deuses e os confundiu com suas palavras e conquistas desonrosas. Aquele que, não satisfeito com o crime e a loucura que cometeu contra seus semelhantes, buscou a perdição da semente que os deuses aqui neste mundo deixaram. Aquele que, pelo medo e coação, obrigou aos deuses a outorga da autoridade e poder que hoje ostenta. Aquele que praticou o pior crime e abominação, encarnou em um humano semiciente para afundar ainda mais a humanidade no lodo da crendice e da superstição. Aquele que usou e abusou dessa força e da ignorância humana para prolongar seus dias e, pelo nome da nova religião, dominar aos deuses e aos humanos.
- Oh, vede, vede! Como ele me acusa! O Caluniador, o Adversário, o Perverso e o Cruel! Vede, humanos, como invejoso ele é! Ele nunca os aceitou, sempre os odiou, por vós terem maior graça diante de Deus, o Senhor. Ele, o Enganador, que usa de suas artimanhas e inteligência para distorcer a Luz! Ele, o pai do pecado e da morte, o responsável pelo sofrimento deste mundo e não se conforma pelo meu sacrifício para a libertação de todos quanto me procurarem. Venham agora, minhas ovelhas, que eu as aliviarei da opressão do Príncipe deste Mundo. Venham, sem demora, pois é chegada a hora do Filho recuperar o Trono do Maligno.
- Pois bem! Eu estou bem na sua frente, desarmado e desprotegido. Por que não mostra o grande covarde que é e tenta acabar comigo?
Não cabe a ti, Satan, determinar ao Filho do Senhor o que fazer, mas a ele ordenar sua reverencia e reconhecimento ou aceitar o peso da justiça vinda do Altíssimo. Ainda resiste e rebela-se? Os 12 Tronos do Pai cuidarão de ti.
- 12? Vejo apenas 11.
- O que tens com Uriel? Eu sei onde ele está e o que faz. Em nome do Senhor, ataquem Baruel, Daphiel, Gabriel, Jeriel, Miguel, Nabiel, Omiel, Rafael, Seraphiel, Thaumael e Veniel!
Com tremenda dor no coração, Veniel segue bem atrás a formação de ataque dos arcanjos de Cristo. Normalmente ela seria a primeira a quebrar a formação, unicamente para ter a satisfação de dar o primeiro golpe no adversário. Ela havia treinado esta formação e esta estratégia diversas vezes e, nas primeiras guerras dos deuses, isso funcionara divinamente. O alvo, o exercito de resistência, não prestava atenção a ela, pelo fato de ser mulher e a menor do grupo. Até o momento em que ela rompia a formação e atingia as falanges pelo lado, com toda sua fúria e poder, com conseqüências amargas ao alvo. Desfeita a defesa, tudo que seus colegas precisavam fazer era acabar de terminar a chacina. A memória do campo de batalha com milhares de restos de deuses e entidades espalhados por uma imensidão costumava ser uma recordação cheia de orgulho e honra. Agora, tudo que Veniel queria é ter a ajuda e proteção de Samael. Então ela espera, protela, adia sua ação fatal ao máximo. Mas o golpe é dado.

Espetáculo

Muito bem. Apesar de eu ter engrossado, no bom sentido, o corpo grevista dos servidores do judiciário, ainda continuo com este expediente. O que eu vou lhes passar é uma sinopse das transmissões assistidas pelo grupo.
- Bom dia, caros telespectadores. Estamos a poucos minutos da transmissão ao vivo, diretamente do Vale do Amanhecer em Brasília. A sua Rede Cínica, canal 171, irá mostrar todos os detalhes da 2ª Vinda de Jesus. Mas antes, uma mensagem de nossos patrocinadores.
- Você gosta de curtir a noite. Você gosta de caçar gatinhas, cachorras e panteras. Você sabe o quanto é importante o visual. ComeKieto, moda masculina, esportiva e formal, a sua performance em 1° lugar.
- Gelada e gostosa. Loira ou mulata. Uma receita secreta que veio da África. Água mineral, dupla fermentação e a melhor cevada. A cerveja que todo brasileiro toma desde 1533. Nabunda. Quem não toma?
- Assentos de couro de pelica. Forração com pena de ganso. Detalhes cromados. Faróis alemães. Motor italiano. Tão suave e silencioso que você vai esquecer de onde vai parar. Expresso Caronte. Levando você desta para melhor.
- Você está desempregado, com nome sujo no SPC e mora num barraco de madeira em algum lugar da periferia. Você acha que chegou no fim do poço e não tem saída desta vida. Agora você pode! Credito total para tudo o que você quer e precisa. Durangocard. Para você pedir fiado com estilo.
- A realidade assusta. A violência cresce. Cada vez mais o Homem mostra seu lado animal. Eis os sinais do Fim dos Tempos, mas há esperança! Comunidade Luz de Jesus.
- Oquei, amigos, estamos de volta! Acabo de receber o sinal de que a fortaleza, na qual Jesus está a bordo, está no espaço aéreo do Brasil. Diretamente do Vale do Amanhecer, Brasília, a repórter Magali.
- Perfeitamente, Alfredo. Agora são 9:15 da manha e a previsão é de que a aterrissagem ocorra por volta das 11 h. eu estou no cinturão construído a 5 km do Ponto Zero. Milhares de diplomatas e governantes de todo o mundo ocupam a estrutura, montada em tempo recorde, assim que a NASA confirmou os primeiros sinais recebidos dos satélites, quanto à aproximação da fortaleza.
- Muito bem, Magali. Acompanhe tudo enquanto nós passaremos às noticias do mundo. Cobertura completa da 2ª Vinda de Jesus você só encontra aqui, na sua Rede Cínica, canal 171.
- Mais um ataque terrorista em Fajulla, Iraque. Desta vez, o exército americano foi atacado por uma companhia de dentro de seus quadros ativos. A Unidade Cavaleiros Templários atacou todo o restante do acampamento, sob a alegação de que esta missão no Iraque só pode ser executada por soldados de Cristo. Repórter Carlos, de Bagdad, Iraque.
- O Primeiro Ministro da Grã Bretanha, Tony Blair, reuniu o Parlamento inglês. Segundo a Assessoria de Imprensa do Primeiro Ministro, a reunião foi convocada para que ele divulgasse nomes e endereços de varias autoridades locais que fizeram um pacto com o Diabo. Repórter Mariana, de Londres, Inglaterra.
- Aqui em Seul, Coréia, as noticias do Golpe de Estado na China chegam por informantes e boatos. O que se sabe até agora é que o Partido Comunista foi dissolvido e todos os seus integrantes pediram exoneração. Em seu lugar, surgiu um grupo que tenta instalar uma teocracia, similar às existentes no Oriente Médio, mas sob a efígie de Cristo e sob as leis dos Evangelhos. Repórter Maiume.
- Roma, urgente! A Cidade do Vaticano está sendo cercada. Ontem, o Santo Papa, Karol Vojtila, em seu derradeiro ato, abriu todos os arquivos do Vaticano. Um ato tardio, pois uma armada de grupos evangélicos, das mais diversas denominações, postaram-se em torno da Cidade Santa, prontos para destruírem o centro administrativo mundial do catolicismo. Repórter Luís.
- Centenas de cientistas estão desembarcando nos países do leste europeu, em destaque Ucrânia, para escaparem da fúria dos fundamentalistas cristãos. Segundo informes, os artistas e filósofos estão buscando exílio na Índia. Estamos presenciando um êxodo mundial. Repórter Antônio, de Kiev, Ucrânia.
- Aguardem um pouco mais, amigos. Não mudem de canal. Vamos passar às noticias locais e então passaremos todos os nossos links para Magali. E' com você, Cavalcante.
- Aqui no Pontal do Leme, a favela Boca do Méier está em chamas. Segundo os bombeiros, o incêndio foi iniciado pelos próprios habitantes. Muitas mulheres e crianças ficaram nos barracos enquanto alguns eleitos atearam o fogo. O representante do grupo disse que isso foi uma ordem de Deus e conclamava a todos os soldados de Cristo para erradicarem todo sinal de pobreza e miséria, para a Grande Chegada. A seguir, noticias de São Paulo, com Percival.
- A Procuradoria do Estado ainda está em busca do empresário e pastor Lázaro Miranda, diretor presidente do grupo evangélico Comunidade Luz de Jesus, para que responda aos muitos processos e inquéritos abertos contra ele. Segundo as denuncias, o sr Miranda tem desviado recursos de suas muitas instituições e fundações para fins próprios. Existem também indícios de envolvimento com o narcotráfico e a formação de um grupo paramilitar. O governador pediu ao Ministério da Justiça em Brasília para que se expeça um mandado de prisão em todo o território nacional. O empresário tornou-se uma ameaça nacional devido ao arsenal que ele foi acumulando para a organização conhecida como Exercito do Cordeiro. E' com você, Alfredo.
- Muito bem, caros telespectadores. Passamos agora todos nossos links para Magali, com a melhor cobertura da 2ª Vinda de Jesus.
- Obrigada, Alfredo. Daqui da cabine de imprensa nós podemos avistar a chegada da fortaleza. A estrutura é enorme, mas não tem sombra. Alguns observadores de lunetas informam que sua composição provável é de cristal translúcido. Enquanto isso, alguns anjos e autoridades definem detalhes protocolares e cerimoniais. Apesar dos protestos dos embaixadores dos países conhecidos por G-8, eles serão os últimos a ter uma audiência com o Rei dos Reis.
- O que confirma as Escrituras Sagradas, certo, pastor Atalaia?
- Sim, para desespero de todos os descrentes, rebeldes, cientistas e ateus. Nem todas as lágrimas de arrependimento adiantará, o Grande Julgamento começará.
- Com licença, Alfredo? Desculpe, pastor Atalaia. Há alguma coisa errada! Aparentemente tem alguém bem próximo do Ponto Zero, local que foi calculado como sendo da provável aterrissagem da fortaleza. Existe muita agitação entre as equipes de segurança e os anjos. Não se viu de onde veio ou como apareceu. Informações não oficiais afirmam que é Satan!
- Nada tema, criança! Eis que Cristo vem exatamente para vencer a Serpente deste mundo. Nós, o povo de Deus, veremos a glória do Senhor e herdaremos a Terra! Eu tenho certeza de que o sr Alfredo e a senhorita são servos do Messias como eu.
- Eu sim. Tenho até a medalhinha da Virgem Imaculada comigo.
- Oh, sr Alfredo, que decepção! Isto é idolatria!
- Hã, pessoal? Se não se importam, eu tenho uma matéria a fazer. Este é um assunto sério, a nossa presença aqui hoje é justamente para esclarecer as duvidas das pessoas que nos assiste. Eu vou tentar me aproximar do Ponto Zero e entrevistar o estranho.
- Certamente, Magali. O momento não é propício para discutir diferenças doutrinárias. Senhores telespectadores, mantenham-se sintonizados conosco!
Em Maceió, ao pressentir a proximidade do desfecho deste ato dramático, Rosângela libera Samael de guardá-la, uma vez que todas as atenções estão voltadas para a chegada do Usurpador. O plano de Samael é de ficar próximo o suficiente para resguardar e resgatar Veniel, caso seja necessário. Rosângela esperava por isso, então partiu para junto de seus amigos do CR. Ao materializar-se na sala de estar de Emanoel, apesar do aperto e da lotação, fez questão de abraçar primeiro a Sandra, que a saudava com um sorriso de felicidade e saudade. Maliciosamente, Zeheler chamou Silveira, que largou tudo e chegou mais rápido que o entregador de pizza. Antes de levar seu amado para o quarto e satisfazer o fogo que ambos sentiam na carne, Rosângela lança um olhar para os aparvalhados convidados, Miranda e Uriel.
- Desculpe a falta de educação, mas eu falo com vocês em breve, é coisa de uma horinha.
- Você? Você é a bruxa?
- Eu mesmo, menino. Que cara de medo! Nem parece aquele terrível tirano em roupas de pastor que há pouco me jurava de morte!
- Nós cuidamos de nossos ilustres visitantes. Em breve nossos outros amigos chegarão.
Realmente, 2 minutos depois Katerine chega trazendo Kelvin e ambos choram ao ver Platus inteiro e vivo. A campainha toca, Emanoel abre a porta e lá estão Gates e Lugalu. Kraspov chega junto com o entregador de pizza, sendo que eu e o louco poeta chegamos pouco depois, trazidos pela agradável princesa das Trevas, Lilith.
- Eu espero que não se importem por eu os ter trazido. Ele bem que tentou, dentro de suas capacidades, escrever minhas memórias.
- Por mim, tudo bem. Eu tenho certeza de que todos estão curiosos para conhecer o profeta da carne e o filósofo das Trevas. Quem sabe, com nossa ajuda, este segundo livro não sai melhor?
- Hahaha! Você tem esperanças grandes demais Emanoel. Bom, divertido não deixará de ser, em vê-lo digladiar com as palavras e a gramática, tentando se fazer entender.
- O que eu posso fazer? Eu escrevo, é minha sina e delicia. Pronto! Acabei este capítulo. Posso passar para o próximo?
- Não vai pedir permissão para sua esposa, encoleirado?

A Fortaleza

Na manhã seguinte, Miranda e Uriel reúnem em um galpão o contingente de soldados e anjos que ainda permaneciam fiéis a eles. Ali, entre contêineres cheios de armas furtadas do arsenal divino, Miranda admirava a extensão de sua influência e poder. Uriel não quis perder tempo, ordenou a abertura dos contêineres e a distribuição das armas entre todos. Mais do que Miranda, Uriel sabia estar arriscando mais que um rebaixamento, estava apostando sua existência, pis havia escutado a convocação do Mestre para a aproximação e batalha final.
-Rápido! Não temos muito tempo! Não perca tempo com discursos ou orientações, simplesmente ordene o ativamento das armas e nos ponhamos em marcha!
-Ele está vindo? Que venha! Empunhar armas! Em frente! Primeiro os integrantes do CR, depois este falso rei! Confiem e me apóiem e terão uma recompensa que nem os profetas sonhariam!
As portas do galpão se abrem, liberando na face deste mundo o pior pesadelo da humanidade. Uriel não pode deixar de perceber a leve tonalidade rosada do firmamento, indicando a aproximação da fortaleza daquele que fora seu Mestre.
Ao redor do mundo, os governantes recebem dicas e instruções de seus orientadores espirituais, movimentando todo um aparato cerimonial e diplomático para a recepção do Messias. Mais que antes, as forças de resistência ao Cristo reúnem esforços e materiais, prontos para lutarem ou morrerem. Equipes de cientistas, filósofos e teólogos ficam em estado de alerta. Apesar da comoção internacional, na cidade do Rio, Emanoel e os seus amigos permanecem calmos e confiantes. Este é o estado da ataraxia, a satisfação que se encontra e se realiza consigo mesma.Veniel observa de um monitor a aproximação da Terra, lembrando da primeira vez que os deuses e anjos se aproximaram deste planeta. Havia grandes planos e muitas promessas. Ela lembra, horrorizada, em ver seus pais, parentes e amigos serem retalhados ou sofrerem torturas terríveis. Ela lembra de ser ajuntada com tantos outros, pequenos e frágeis, ser levada para receber o treinamento e o condicionamento necessário para que fosse uma servidora confiável do grande deus, Yheshua. Uma lembrança mista de arrependimento e remorso, mas graças a uma bruxa brasileira, ela agora estava livre, a liberdade que muitos crentes no Usurpador julgam possuir, a mesma sensação que sente um seqüestrado pelo seqüestrador, após o convívio forçado. A vontade dela é de gritar e acordar a seus companheiros, mas ela aguarda pelo momento certo, o momento precioso em que o Usurpador terá sua máscara quebrada e todos conhecerão a verdadeira face do Cordeiro.
O comandante de vôo segue com a aproximação, seguindo a curvatura espacial, mantendo a segurança e as órbitas dos planetas de nosso sistema solar. Ele sabe que o grande general tem pressa e uma agenda a ser cumprida, mas mesmo que a fortaleza seja resistente, não seria inteligente modificar as órbitas, isso poderia gerar um campo magnético e uma alteração tal no equilíbrio do sistema a ponto de causar sua total destruição. Seu general, apesar da pressa, concorda em seguir com o plano de vôo, pois não encontra qualquer obstáculo ou resistência. O plano demorou quase 6 mil anos para chegar até este ponto, 2 horas ou mais não fariam muita diferença.
De seu acampamento na Irlanda, Satan percebe a aproximação do Cordeiro que, tal como ele calculara, teria que começar a aproximação da Terra pelo ângulo inverso daquela cidade donde ele ascendeu, Jerusalém, tendo que necessariamente passar pela estratosfera no espaço aéreo da Irlanda, para seguir até seu ponto final que seria exatamente no Brasil, num lugar conhecido como Vale do Amanhecer em Brasília. Ainda demorariam 3 horas para a aterrisagem da fortaleza, do ponto em que Satan escolhera para observar, ele teria 1 hora e meia de vantagem se seguisse em sentido oeste. Deixou a este seu narrador em companhia de tantos outros bruxos, se despediu de Kelvin e Katerine, seguiu até nossa terra brasilis onde Rosângela e Samael certamente o aguardavam.
Em seu apartamento no Rio, Emanoel recebe a visita de Zeheler com as novidades que Kraspov lhe enviara. O material era promissor e tinha grande capacidade demolidora para que Emanoel usasse em seus folhetos. Sandra saiu da cozinha, séria e circunspeta, olhando fixamente para a porta do apartamento. No instante seguinte, Miranda e Uriel entram naquele apartamento de 2 dormitórios na Pampulha, com 5 dos seus comandados enquanto o restante da companhia tomava todo o edifício e redondezas.
-Sejam bem vindos, nós o aguardávamos.
-Enfim! Eu encontro os responsáveis pela maior resistência ao Reino do Senhor no Brasil! Eu espero que estejam prontos para enfrentarem o Juízo Final!
-Você pode me considerar seu inimigo mas eu nunca o tive como tal. Sentem-se todos, em breve minha esposa servirá um excelente café com biscoitos.
-Está louco? Nós vamos vaporizar todos vocês!
-Faça o que quiser. Eu quero assistir a transmissão do encontro de seu mestre com aquele que o persegue em nome da mesma justiça que vocês se julgam portadores.
-Não nos julgamos, sabemos que possuímos a justiça e a autoridade que nos foi conferida em nome do Senhor! Mirar, apontar e disparar!
Nada. Absolutamente nada. Nem um pio, movimento ou disparo. Emanoel, com irreverência, toma Miranda pelo braço e o coloca ao seu lado, no sofá. Sandra, convida Uriel:
-Sente-se aqui. Eu tenho uma companhia certa para você.
Indefeso e sentindo uma enorme força vindo daquela mulher, Uriel obedece. Na cadeira ao lado da sua, se aproxima um vulto. Espantado, Uriel percebe que é Platus que senta ao seu lado, vivo, sem qualquer cicatriz do ultimo encontro que tiveram.
-Bom, é isso. Eu estou aqui. Aproveite bem, pois eu não sei bem o que será de você quando tudo isso acabar.
-Mas como? Quando? Quem?
-Adivinha? A bruxa brasileira. Ela me escondeu muito bem. Nem Kelvin e Katerine perceberam minha presença. Paciência que ela logo virá.
-Silencio! A transmissão está começando!

3 de mai de 2009

Efeito dominó

Oquei, eu sei que viajei na maionese, nossos dignos governantes não dão a mínima para nossa situação. Tal como um formigueiro, que fica em frenesi ao ser tocado, mas em pouco tempo a rotina é retomada. Portanto, apesar dos riscos e dos escândalos que surgiram, essa serpente chamada Governo produz nova epiderme e segue em sua insensibilidade.
Detalhes, nada mais. A manhã se abre sobre Maceió, despertando Veniel de um sono bom, com o perfume da maré e um céu rosado. Ela procura por Samael, que não a esperou, foi cuidar de suas missões. Não muito longe, Rosangela prepara um café da manha reforçado para sua hospede, para que ela reponha suas forças após uma longa noite de amor.
-Bom dia, dorminhoca! Você comeu que se lambuzou, hem?
-Eu não quero ser chata, mas eu não posso ficar para experimentar seu café da manhã.
-Por que não? O que te incomoda?
-Eu deixei Uriel tomando conta de Miranda, é como deixar cascavel tomando conta de basilisco. Eu devo retornar para então atender ao chamado do Cristo. Ele está chamando, certamente para saber da situação, começar sua aproximação e pouso.
-Não precisa se preocupar com seus moleques, deles cuido eu. Nem tema comparecer diante do Usurpador, pois muitos espíritos a protegerão.
-Sabe de uma coisa? Eu começo a entender por que vocês o consideram o Usurpador. Eu, que se esperava ter mais conhecimento espiritual, estou recebendo uma boa lição de uma humana.
-Vixe! Eu agradeço, mas eu não a considero uma inimiga, nunca! Eu espero que possamos quebrar de vez esta barreira, este preconceito que existe entre seres espirituais e materiais.
-Isto é algo que eu começo a ansiar. Anteriormente, eu odiava a humanidade, agora eu percebo o quanto desperdicei, seja como esta luta terminar eu posso te dizer que encontrei em você a melhor amiga.
-Eita! Confiança, mulher! Nós ainda teremos muito tempo para curtirmos nossos amores. Atenda ao chamado do Usurpador e faça como o usual. O cretino nem vai perceber. No momento certo, nós faremos a revolução. Leve com você pelo menos um lanchinho, para não ficar em total jejum.
Veniel recebe uma trouxinha com os deliciosos pés de moleque, doces e suaves, feitos com tapioca e mandioca. Sem jeito, agradece com um olhar e parte direto ao encontro da fortaleza onde o Cristo aguarda seus comandados, preparando sua aproximação e pouso no território conhecido como Brasil. No trono roubado de Anu aquele, que tinha sido como um deus e mestre para Veniel, recebia os anjos e arcanjos com total indiferença, sem questionar aos seus comandantes qualquer coisa sobre os colaboradores humanos. Veniel sabia, com antecedência, que tais representantes mortais seriam os primeiros a serem evaporados, assim que o Cristo recebesse a coroa deste mundo.
-Muito bem, meus anjos e santos! Eis que chegou a hora do Armagedon! Minhas infinitas paciência e misericórdia não suportam mais a rebeldia humana! Estamos prontos para varrer totalmente o mundo material do pecado e da maldade?
-(som de multidão) Sim!
-Excelente, excelente! Abram as portas do arsenal divino! Sirvam-se todos, das melhores e mais potentes armas. Vamos queimar o mundo todo! (aplausos e gritos indistinguíveis)
Assim, mais uma vez os anjos e arcanjos se preparam para descer até os humanos. Veniel pensa em Rosangela e em Samael, sem temer a censura de seus superiores, naquele instante estavam todos concentrados no êxito da invasão e batalha espiritual.
Aqui por este mundo, Maxwell está eufórico, ele e Bacon estão a um passo de encontrar e prender a todos os integrantes do Comando Tribulação. Depois da transmissão em rede mundial ao vivo do louco poeta e Satan, aqueles que anteriormente ajudavam e acobertavam os integrantes estão agora os denunciando. Muitos integrantes secundários estão se apresentando em delegacias da Interpol pelo mundo, dando nomes e locais, delatando antigos companheiros para aliviarem as penas que merecem receber.
Na África, Lugalu recebe com alegria as boas noticias e ela envia alguns informes que Gates mandou por e-mail, contando sobre a detenção do hacker responsável pelo terrorismo cibernético na internet, o criador do vírus 9.74, um garoto de 12 anos que usava orgulhosamente o codinome de Chang, personagem da trama descrita na obra Deixados Para Trás. Ironicamente, graças a tais atividades é que grande parte deste grupo clandestino foi sendo desbaratado e desmembrado, levando inclusive aos autores a explicarem com quais intenções escreveram tal obra.
Aqui, na terra brasilis, dr Batista está com um aumento na freqüência de seu escritório, a delegacia do 17°, com tantas queixas e ocorrências de pessoas que perderam o medo e agora procuram os meios legais para enfrentar a máfia evangélica existente. Silveira vai dando conta das diligências como pode, consegue tantas pistas e informações que fica fácil demais entregar ao ministério público as devidas provas das irregularidades cometidas por estes grupos. Zeheler e Kraspov vão trocando informações sobre as recentes descobertas no Ártico e Antártico, chocando as múmias cientificas que ainda pensam linearmente, conforme os dogmas do Instituto Dexter.
Eu e o louco poeta teremos muito trabalho pela frente.

Apostando tudo

Voltamos com nossa programação normal.
Aos desavisados, os capítulos precedentes foram os diálogos entre o louco poeta e Satan, transmitido ao vivo em rede mundial, para o desespero dos governantes e dos sacerdotes.
As palavras e as imagens eram bem diferentes das esperadas, com muito custo se evitou dano maior aos anunciantes e patrocinadores. As emissoras de rádio e televisão de cunho evangélico tentaram contornar, mas a mensagem era simples e fácil de ser compreendida, em todo o mundo a opinião popular ficou mais favorável à causa de Satan, as pessoas não mais seriam enganadas com a escatologia paranóica ou com as neuroses cristãs sobre o caráter de Satan. Em muitos países, os avanços e missões evangélicas minguavam, igrejas eram abandonadas, havia apostasias em praça pública.
Entre os grupos evangélicos, pastores procuravam garantir a saúde, tentando entrar para grupos religiosos pagãos. Os grupos paramilitares começaram a perder os privilégios que tinham com os governantes locais e passaram a ser caçados e processados pelos crimes que cometeram. Bancos e instituições filantrópicas passaram pela inspeção de auditores, empresas e hospitais que atuavam em ações sociais foram investigadas para verificar se realmente utilizavam os recursos e doações auferidas para os programas que diziam oferecer. Centenas de diretores foram presos e bens foram confiscados, muitos médicos perderam suas licenças e muitos albergues sofreram intervenção do poder público.
A reboque, muitos paises sofreram protestos populares, governantes foram afastados, plebiscitos e eleições gerais foram convocados, milhares de políticos profissionais receberam a decisão de um júri.
Como não podia deixar de ser, o maior atingido por esta verdadeira revolução foi Miranda. Em seu laptop as mensagens pipocavam de todas as suas empresas pelo Brasil afora, missionários e mercenários pediam socorro, a arrecadação caía vertiginosamente. Uriel podia sentir o tamanho da encrenca pelo rosto de Miranda, sentado em um sofá ele sentia um gostinho de revanche e vingança. Ainda que Miranda fosse o responsável pela sua decadência e substituição, Uriel o escolhera desde que nascera sabendo do que ele era capaz e não teria coragem de abandoná-lo agora. Levantando-se com dificuldade, sentindo artrite e frio, Uriel andou sofregamente até seu protegido.
-Então, o que nós vamos fazer agora? Nós precisamos fazer algo, imediatamente!
-Nós? Nós? Você mal consegue se agüentar nas pernas e eu estou perdendo entre os dedos todo o poder que consegui com custo!
-Prefere depender das decisões de uma mulher? Nem parece você! Vamos lá! Mais uma vez! Confie em mim e tomemos o rumo ao nosso destino glorioso!
-Você sabe muito bem o que nos pode acontecer, se nos atrevermos a sair daqui ou fazer algo sem a autorização de Veniel.
-Ainda teme o poder da angélica? Eu gostaria muito de testar tal poder. Mesmo estando decaído, eu posso sentir que ela experimentou os prazeres carnais.
-Quer dizer que? Isso é demais! Eu sabia que ela seria fraca! Eu devia denunciá-la ao Mestre!
-Para quê? Isso não nos daria coisa alguma. Nós precisamos aproveitar que ela está fraca e certamente desonrada para tomar o norte dos nossos projetos! Eia!
-Mas o que podemos fazer neste exato momento? Meus exércitos estão sendo desmantelados, minhas empresas de fachada estão sendo lacradas, minhas contas secretas estão sendo devassadas!
-Esqueça tudo isso! Eu posso chamar alguns colegas que, certamente, não hesitarão em nos ajudar. Você deve ter alguns que ainda acreditam em sua liderança. Vai ser fácil juntar uma boa companhia e armá-la com as melhores armas dos deuses. Eu e você, para o tudo ou nada!
-Por mais que eu viva, jamais entenderei como tive tanta sorte em tê-lo como meu anjo da guarda. Nós pensamos iguais! Mas aonde faremos nosso primeiro ataque?
-A quem mais, senão aqueles quem todo esse revés pode ser atribuído? Nós vamos até o centro do CR e poderemos olhar face a face aqueles miseráveis. Será muito agradável ouvir as lamúrias e sentir o medo deles diante do Julgamento do Senhor que lhes daremos!
-Mas e a bruxa? Ela tem um bom protetor, pelo que sei.
-Por isso que será necessário juntarmos os soldados mais confiáveis e zelosos! Lembre-se, você não deve hesitar nem parecer inseguro, eles o comeriam vivo!
-Eu nunca hesito, jamais titubeei. Eu sou o maior pastor evangélico do Brasil, eu sou o dono e senhor destas almas todas que fazem parte da Comunidade Luz de Jesus, minha vontade é a vontade de Deus!
-Eu estou pronto, para ascender com você até o Sétimo Céu ou cair até o Quinto Inferno. Nós seremos Deus ou Lúcifer.
-Como diziam mesmo os poetas? Se não se pode ter o trono de Deus, que seja melhor ficarmos com a latrina do Diabo. Melhor a danação eterna do que receber a recompensa de uma vida eterna por covardia.

Segundo diálogo

-Quer dizer que Cristo e Jesus eram indivíduos diferentes?
-Tanto quanto aquilo que dizem ser seus ensinamentos e o que se formou como o cristianismo.
-Mas isso é possível?
-Possível? Sim. Mas as conseqüências são terríveis. Aquele coitado que foi escolhido para encarnar Iahvé quase sempre não tinha noção do que falava e vivia em sofrimento por sua dupla natureza. Ele deliberadamente desafiou os poderes seculares e espirituais sabendo das conseqüências, ele procurou a morte, praticamente um suicídio, a única forma de resolver este dilema tão profundo em sua alma.
-Então o que aconteceu com o homem? Onde está Iahvé agora?
-O homem deve estar curtindo o inferno particular. Aquilo em que cremos se torna nossa recompensa e castigo, por manifestação dessa vontade religiosa. Iahvé recebeu a força da crença daquela gente, renovou seus poderes e ascendeu seu nome entre os deuses. Quando ele percebeu que eu havia resgatado parte dos deuses, ele tratou de juntar a corja covarde submissa aos caprichos dele e erguer seu reino dourado e puro, o Paraíso cristão. Uma gaiola dourada, mas que não deixa de ser um cárcere.
-Qual a situação no momento?
-Aquele que foi conhecido por Abraão como Iahvé, ressurgiu entre os deuses e os homens como Yheshua. Sua ambição por ser o deus único e todo poderoso ainda continua. Ele ainda não concluiu seus planos graças à resistência de alguns deuses e humanos. De uns tempos para cá, ele tem a concorrência direta de Allah, que não é outro senão Baal. Minha diferença é com Iahvé, eu deixo Allah para Al Jasimun.
-Mas o corão denuncia a você como adversário de Allah.
-Não podia ser diferente. São povos de origem semelhante. Que eu posso dizer? Que sou atraente para ser escolhido como figura de seus pesadelos? As religiões oficiais não sobreviveriam sem um antagonista.
-Eu devo dizer, é inevitável. Mas e quanto ao que consta nas escrituras? E as promessas?
-O que dizem entre as pessoas que seguem essas escrituras? Que elas contêm a verdade. Mas existem mais interpretações, confusões e dúvidas destas fontes que certezas. Entre uma e outra obra existe uma competição, os seguidores de uma perseguem as demais, mesmo que sejam seguidores da mesma figura. Uma obra que aumenta a discórdia e o ódio entre os homens não pode ser considerada sagrada ou verdadeira. Isso serve para as promessas também.
-Não obstante, as pessoas que optam por esta ou aquela figura, seguindo tais e quais ditames das doutrinas consideradas sagradas, elas conseguem uma melhora significativa na qualidade de vida delas.
-Realmente, isto há. O que não se percebe, ao entrar nesta ou naquela religião, é que se mudam certos hábitos, rotinas, vícios mentais, que são as causas primárias do destino que se obtém em vida. Infelizmente o remédio tem um efeito colateral: acaba com a vontade individual, a alegria, a identidade, a personalidade, o prazer de viver, a capacidade de mudar e aprender mais a cada dia.
-Então, não é bom negócio entregar sua vida a uma entidade ou a uma religião?
-O que se espera da vida? Ela é o que é, o que se faz dela. Facilitar as coisas é coisa de criança medrosa e mimada. A religião oferece um meio de conduzir nossa vida, mas a disciplina é um meio, não a meta. Qualquer coisa ou pessoa que lhe desvia da realidade deste mundo, das responsabilidades ou da consciência de tudo isto, deixa de ser uma bússola para se tornar mais um grilhão.
-Ao enfrentar Yheshua espera desmascará-lo e com isso tirar as cangas impostas pelo cristianismo?
-Eu espero vingar os meus. O fenômeno do cristianismo é mais culpa das pessoas que do Cristo. Não pense que, ao derrotar Cristo, num passe de mágica, o mundo todo passe a ser mais consciente e maduro. Infelizmente, esse processo deve ser individual.
-E esses que esperam que você venha para reinar ou que entregue o trono deste mundo aos deuses?
-Nunca foi nossa intenção em reinar, mas colonizar, prover descendência e seguir com a viagem. Quem em mim espera um rei, eu devo decepcioná-los, isso únicamente faria de mim um espelho daquilo que é abjeto. Se há um deus que deva reinar neste mundo, este é composto pela soma das almas que aqui vivem.
-Isso pode ser desperto, caso consiga cercar e vencer Cristo?
-Ele vem, ele não pode escapar do destino que escolheu, como todo ser existente. Eu consegui estar adiante dele, ao menos desta vez e eu irei vencê-lo, eu não posso perder nem recuar.
-Quais são as chances?
-Hahahaha. Isso não é questão de chances, munição, recursos ou estratégias. Muito me espanta ver como as pessoas, com tanta história e guerra que existiram, possa crer que um general possa ser vitorioso antes da guerra ocorrer. Números, armamentos, quantos exércitos e impérios sumiram? Não, a coisa não é assim simples.

Primeiro diálogo

Diálogos esparsos de dois personagens perdidos nessa estória absurda.
-Ah, você chegou.
-Eles estão esperando uma declaração sua.
-Nem vem! Esse negócio de falar ao povo pode ser distorcido. Vocês não tiveram iluminados, profetas e messias o suficiente? Esse não é meu propósito.
-Bom, pode começar por aí. Todo mundo quer saber quais são seus propósitos.
-Basicamente? Honrar o nome de minha casa e limpar o nome de minha família.
-E nós, como ficamos?
-Vocês vão se beneficiar indiretamente. Isto é, se resolverem tomar os rumos de seus destinos.
-Então o boato que você veio para tomar o lugar do rei é falso?
-Há! Eu conheço os dois lados. Os que me difamam, por me considerarem adversário do rei e os que acham que me elogiam, por me considerarem o verdadeiro príncipe.
-Esse é outro ponto que precisa ser esclarecido. Qual seu posto ou hierarquia?
-Isso é confusão que existe entre vocês. Estruturaram suas sociedades conforme autoridades, funções e cargos preestabelecidos. Vocês estão em eterno conflito e confusão devido a este pensamento linear.
-Talvez seja necessário então esclarecer como funciona a realidade mais ampla.
-Eu tentei, como você, acordar as pessoas dessas ilusões e fantasias. Eu estimulei e patrocinei na medida do possível as ciências. Eu pensei que haveria algum progresso. Para minha decepção e frustração, o Humanismo acabou surtindo certos efeitos colaterais terríveis.
-Tais como?
-Bom, você deve ter percebido. Existe essa moda evangélica agora. No século passado era o marxismo. Estão tentando transformar as antigas tradições na nova panacéia aos problemas humanos. Não haverá solução, enquanto não houver uma mudança no cerne de cada pessoa.
-Então, nós devemos mudar nossos hábitos. Isso tem sido feito por muitos motivos, ideais e doutrinas. Não haverá alguma que você possa expor ao mundo?
-Não, definitivamente, não. Aqueles que me elegem como figura de seus sonhos e pretensões, estão bem longe de me compreender ou de me ajudar em meus projetos.
-Não há um sequer? Mas e quanto aos seus detratores que afirmam que este mundo é dominado por organizações secretas a seu serviço?
-Dupla comédia! Nunca existiram tais organizações mundiais, nem sou o príncipe. Os que inventam estas estórias as fazem a partir das lembranças das perseguições sofridas nos tempos do Império Romano. Quanto aos que orgulhosamente usam e abusam de meu nome, nunca os conheci, nem tenho contrato com qualquer um destes. Como disse, procuram para realizarem sonhos e pretensões deles, não as minhas.
-Então por que permite que eles continuem?
-Há de considerar que eu estive extremamente ocupado. O Usurpador também. As pessoas cometeram crimes em múltiplos níveis, em nome de algo que sequer conhecem. Isso é triste, é o que pretendo mudar.
-De que jeito? Desmascarando o Usurpador?
-Isso é algo que eu tenho que resolver com ele. Não o faço pelas pessoas. Imagine minha situação: chegando após longa viagem, deparando com as tendas, os acampamentos, milhares de amigos, parentes e familiares, sendo atacados, saqueados e violentados por uma turba covarde, inocentes desarmados pegos de surpresa pela fúria de uma milícia pesadamente armada.
-Foi difícil achar o Usurpador?
-Essa é a parte que eu detesto. Naquele momento, eu estava ocupado, tentando salvar o máximo que podia, reconstruir nosso lar entre os Nefilim. Depois, eu achei que encontraria o Carniceiro na assembléia dos deuses, mas mesmo ali havia grande confusão e divisão, alguns apoiavam, outros condenavam. Demorou a conseguir acertar essa diferença. Então eu fiquei sabendo que ele havia rumado de volta aos acampamentos, para tentar se aproximar das pessoas como se ele fosse o rei. Ao chegar nas colônias de gente, havia uma guerra e tanto, entre os seguidores do Usurpador e os de Baal. Outra vez, eu acabei me envolvendo em uma guerra que não era de minha responsabilidade. Quando retornei para entre os deuses, o safado escapara novamente, deixando o rastro de destruição entre seus pares. Muitos deuses sucumbiram e acabaram se tornando servos do Usurpador. Eu não tive outra escolha senão levar os que ainda mantinham a sanidade para outro ponto. Isso também demora pacas. Quando procurei pelo desgraçado, eu fiquei sabendo que ele conseguira com a assembléia dos deuses marionetes a autorização para encarnar em um humano. Pode imaginar as conseqüências e a gravidade de tal ato de magia?
-Eu suponho. Esse foi o inicio, a semente da maior ameaça aos humanos: o cristianismo.
-Exato. Ao chegar em meio ao povoado que ele elegera para executar esta manobra execrável, eu deparei com o ato consumado. Nada que fosse muito difícil para o Usurpador, acabar com a vida material daquele infeliz que foi escolhido como vaso.

Anjos e a bruxa

Apesar de sua anatomia ser evolutivamente superior, Veniel sentia o calor de Maceió, suas asas estavam encharcadas com seu suor. A pobre vestimenta colorida agora mais parecia um pano de chão encardido. Ela sentia a cobiça e a luxuria que os homens sentiam por ela, depois que os olhos humanos se acostumaram a presenças mais etéreas, seu serviço ficou mais difícil e delicado. Como mulher, ela podia simplesmente ignorar, porem os sentimentos humanos eram pesados e afiados, era sufocante e a machucava demais. Isto a colocava mais decidida para acabar com as pretensões humanas, criaturas tão imaturas e inconseqüentes jamais poderiam tomar o lugar dos deuses, como o projeto inicial indicava.
Suas mãos tremiam em pensar no ato que fez ao deixar humanos empunhar as armas dos deuses e treiná-los. Com a pouca ciência e tecnologia que possuíam, os humanos conseguiram cometer violências contra sua gente e seu meio ambiente, o que seria dos deuses e do mundo espiritual se os humanos realmente ascendessem entre os planos de existência?
Isso dava a ela uma força, uma coragem necessária para encarar Samael que certamente estaria guardando Rosângela de quaisquer atentados do Comando Tribulação, ou do Exercito do Cordeiro, ou da Alkaeda. Entrar no apartamento onde Rosangela morava foi relativamente fácil, mas o ambiente era confortável, lembrando-a de seus momentos de infância. Toda aquela harmonia, sinergia, cores, perfumes, era difícil não se sentir acolhida e abrir a guarda. Mais irresistível era o cheiro que vinha da cozinha, onde Veniel encontrou Rosangela preparando algo.
-Você chegou! Que bom! Sente-se, que o almoço está quase pronto.
-Onde está Samael?
-Foi dar uma volta. Eu o convenci a conversar comigo. Eu sei muito bem o que você está sentindo.
-Humana tola! Acha mesmo que seus brinquedos podem me ferir?
-Claro que não! Eu quero falar com você de mulher para mulher. Eu sei como é ter que crescer em uma sociedade patriarcal e falocrata.
-Doida! Eu pertenço ao mundo espiritual onde não há distinção sexual!
-Isso é o que você vive tentando se convencer. Você tem que sufocar sua sensibilidade, feminilidade e sensualidade. Acha que não terá respeito dos seus ou espaço para crescer como entidade.
-Realmente! Muito me espanta como seu grupo ainda consegue resistir tendo uma louca como orientadora espiritual! O que sabe do mundo espiritual? Não há um ser humano sequer conspurcando o solo sagrado!
-Mmmm, sei. Eu consigo sentir sua excitação e tesão por Samael. Eu posso até sentir suas partes intimas ficarem umedecidas somente em lembrar da voz dele. Você não acredita realmente que o mundo espiritual se encontra fechado, além e a parte do mundo físico.
-Argh! Vocês humanos tem uma fixação nojenta nos prazeres da carne!
-Deixe de ser falsa. Nós duas sabemos que o prazer não é uma característica exclusiva da carne ou da existência material. Sem desejo ou prazer existência alguma faz sentido. Eis o porque eu e muitos escolhemos reviver as antigas tradições, para expulsar este deus ridículo, pequeno, raquítico e complexado.
-Chega! Eu não vou mais permitir tais insolências, blasfêmias ou heresias! Com ou sem Samael, eu irei acabar com sua existência!
-Faça o que quiser, mas primeiro coma o almoço que preparei.
-Hahahaha! Que estranha inversão! A condenada concede à sua executora uma ultima refeição.
Rosangela sorri levemente enquanto serve o prato para Veniel que, faminta pela viagem, devora tudo, lambendo os beiços. A jarra de suco de cajá acaba em minutos. A compota de abóbora fica vazia em tempo igual. Para arrematar, uma legitima caninha com água de rosas. Apesar de sua condição espiritual, Veniel não consegue se agüentar, se farta e o sono da satisfação segue.
-Bom, eu estou pronta.
-Depois, depois. Para que a pressa? Com essa brisa refrescando o calor que passei mais essa refeição me deixou piedosa. Essas almofadas são cheirosas e macias. Do que são feitas?
-Artesanato local, ervas, nada demais. Samael adora dormir em cima delas.
-Mmmm. Eu reconheci o cheiro. Será que ele demora?
-Quer que eu o chame?
-Faria isso?
-Claro. Amiga! Eu sou do amor. Adoro atiçar brasa adormecida.
-Ai meu Deus! O que será de mim quando souberem?
-De quem? Eu não vou contar, você vai?
-Ai! Eles vão notar! Eles sempre notam!
-Agora não da para voltar atrás. Ele está chegando. Qualquer coisa eu te garanto!
-Sa-sa-sa-Samael? Eu-eu-eu-eu-ai meu Deus!
-Bom proveito, amiga!

Ganancia

Bom, depois desta volta, eu vou levá-los ao QG de Miranda para ver como anda os planos deste personagem que encarna as piores características dos pastores evangélicos. Eis ele, ali e acolá, com inúmeros documentos, mapas, estatísticas. Ele tenta acompanhar de perto a ação de cada grupo do Exercito do Cordeiro pelo Brasil, dividindo sua atenção com suas muitas assessoras e seu celular pessoal, tentando acalmar e aconselhar alguns de seus colaboradores eventuais. Em seu gabinete, seu refugio, ele não encontra Veniel, mas Uriel, visivelmente abatido e envelhecido.
-Ah! O desertor voltou!
-Cale-se! Você somente está vivo por que é idiota demais para perceber que está sendo manipulado.
-Sei, sei. Não é o que Veniel demonstra, eu sou necessário para a instalação do Reino de Cristo nesse mundo. Aliás, onde ela está?
-Ela foi enfrentar seu maior inimigo e seu maior amor. Ela deixou-me para pajear seu títere.
-Você continua invejoso. Foi trocado por uma angélica, perdeu seu espaço nos planos de Deus e ficou velho.
-Pode ser, mas eu o conheço melhor que Veniel. Ela ainda não olhou dentro desta alma oportunista e ambiciosa. Ela desconfia de sua atração física e sexual por ela?
-Ora, há de concordar que é bem melhor a presença dela que a sua.
-Louco insensato! Sabe o que acontece a um humano tal contato com entidades espirituais?
-Por qual fonte? Sim, pois eu e você sabemos que a bíblia não é uma fonte confiável.
-Que você entrou no ministério da palavra de Cristo, unicamente calculando sua parte no botim, como todos os pastores evangélicos, eu percebi facilmente. Mas não é de inteiro uma metáfora, as conseqüências são terríveis, muitos anjos se perderam por causa de uma pele bronzeada.
-Ah, entendi! Tem receio que eu consiga o status de anjo e tome o seu posto! Não se preocupe, eu irei ser magnânimo com aqueles que me ajudaram. Eu certamente serei um marechal mais justo e correto que Gabriel.
-Vai sonhando! Você será apagado no segundo seguinte à chegada do Cristo! Ele não troca os postos de comando e certamente sua ambição constitui uma ameaça para os planos dele.
-Eu gostaria muito de continuar a conversar, mas tenho muito que fazer. Eu vou pavimentar meu caminho com ouro, você verá.
-Pouco importa se seu caminho for ladrilhado com diamantes, o ponto final será o mesmo. Eu olhei os dados e as ações de seus soldados. Eu não estou exagerando se profetizar que seu fim será igual ao de Mussolini.
-Ora, ora, vamos! Rancor, inveja e ciúmes não combinam com um anjo. Não foi essa a acusação que Cristo usa para denunciar Lúcifer?
-Exato. Denunciar, acusar. São coisas que Cristo sabe fazer muito bem, quando lhe interessa e pode ser usado contra seus inimigos. O que ele esquece é que está infringindo as leis que ele tanto preza. Como que alguém ainda não se perguntou porque Lúcifer ou Satan permite isso, porque não se defendem? Saiba você que, para ambos, nosso Mestre não passa de uma criança mimada. Valente, ousada, grita, bufa, ameaça. Mas bastam algumas palmadas no bumbum para acalmar este gênio.
-Parece que você conhece bem Cristo, Satan e Lúcifer. Eu sinto medo, insegurança e falta de confiança em Cristo?
-Quer saber verdadeiramente toda a historia? Quer realmente ler os arquivos dos deuses? Você está a um passo de se tornar igual ao CR. Quem está com medo e inseguro agora?
-Ora, vamos! Se continuarmos assim, acabaremos nos tornando discípulos do louco poeta. Eu li cada panfleto e folheto colocado em publico pelo CR e pela AMSG. Eu devia agradece-los, pois me forneceu muito combustível para alimentar as neuroses e paranóias do populacho ignorante.
-Eu vejo que isso lhe rendeu uma boa economia. Você ao menos podia ter dado aviso prévio, demitido os funcionários-cabides.
-Isso tiraria o medo que é necessário para que eu me mantenha na liderança deste projeto. Com esse pequeno expurgo que fiz em minha organização, justifiquei e ancorei a autoridade necessária para continuar como diretor presidente da Comunidade Luz de Jesus.
-Sem falar no efeito em outras organizações, evangélicas ou não. Eu vejo os gráficos das conversões para Cristo e nomes de locais que nem constam do mapa. Pena que eu não acredite em estatística. Sobretudo quando ela esconde o sangue e o sofrimento que você causou para atingir seus objetivos.
-Hehehehe. Os fins justificam os meios. Cristo assim nos ensinou igualmente, de forma indireta.
-Rapaaaaz. Cuidado. Veniel ainda vai te pegar neste ato falho.
-Olhe e observe. Sem você, eu chegarei ao máximo. Eu o surpreenderei.

Discurso

Uma pausa para mim.
Naquele sabbath, não houve leitura da torah nem homilias. As igrejas e tempos estavam estranhamente vazios, as pessoas passaram a procurar por respostas diretamente de Deus, ao invés de esperar as migalhas distribuídas pelos sacerdotes. As transmissões evangélicas, em rádio e televisão, cessaram. Nos canais via cabo, a CNN foi a primeira a transmitir, em meio a uma praça pública, em algum lugar do Brasil, o louco poeta entoando seus hinos à carne. Aquilo, que o louco chamava de poesia, recitava em rima caótica e entropia métrica algo parecido com o que segue:
-Senhor poeta, qual é a sua mensagem?
-A humanidade sonha. Eu servi ao Senhor, eu conheci os Altos Montes e os Profundos Vales.
-Senhor poeta, qual é a sua verdade?
-A humanidade desejou e seu apetite foi pela Eternidade.
-Senhor poeta, onde nós podemos achar a Deus?
-A humanidade, em seus sonhos de grandeza, deu vida a um fantasma. Este fantasma tomou muitas identidades, apareceu em diversas formas, mas o nome genérico é deus.
-Senhor poeta, qual é a sua religião?
-No alto da Montanha, um brilho fascinou o Homem. A humanidade começou a sonhar acordada, perdendo seu destino no meio de tantas ilusões.
-O que era brilho, a ilusão supôs ser um castelo, onde a fantasia entronou um Rei.
-A humanidade tem se ocupado em levantar totens. Agora, ela está presa e perdida na floresta criada com suas crendices e superstições.
-A humanidade, para chegar ao brilho na Montanha, trilhou muitos caminhos. Alguns foram calçados, outros sumiram. Pousadas foram erguidas, pequenas cidades, comerciantes fizeram clientela. Serviços profissionais, transportadoras e salteadores. Pontes, pedágios, portões e trancas.
-Até agora, toda religião foi formada de medidas humanas. Onde está a esperada medida espiritual e divina?
-Senhor poeta, o que devemos pensar das doutrinas oficiais?
-Ainda que louveis nos Altos Montes, a resposta que obterá vem do eco refletido no vazio do Abismo.
-Um deus que condena a carne, mas que a usa para seus projetos ou para sua manifestação, ainda pode ser considerado justo, santo e sagrado?
-Senhor poeta, após a morte há salvação ou redenção?
-Aquele que bate na porta de minha alma e não entra, é estranho.
-Senhor poeta, como fala com Deus?
-Ao Deus verdadeiro: Sem forma, Eterno, Inexprimível, Inominável. Aquele que repousa Seu louvor na convivência harmônica de toda Sua criação. Não gerou Herdeiro, nem nomeou representantes. A Vida é Sua Lei e a Realização é Sua Promessa. Senhor de todos os caminhos, o mesmo que reina no Alto e dentro do Homem. Além do dilema humano entre o Bem e o Mal, acima da necessidade humana entre o bom e o ruim. Aquele que conhece a natureza, tanto da carne quanto do espírito. Aquele que não sobrepõe o espírito sobre a carne, nem faz da carne escola do espírito. Não espera nosso arrependimento e despreza nosso remorso.
-Senhor poeta, qual nosso futuro no mundo espiritual?
-A Vida Eterna é uma realidade, a mesma que se vive na efêmera e o Paraíso é este mundo. Ao invés de uma Utopia, recheada de elaborações filosóficas, uma sociedade cidadã com ações práticas.
-Senhor poeta, qual a atual situação da humanidade?
-Ainda somos crianças, brincando com a terra do jardim.
Em inúmeros canais de rádio e televisão, inclusive os comerciais e privados do Brasil, o louco poeta foi convidado para entrevistas, debates e participações em outras atrações. Tudo que este circo procurava, mais um palhaço para vender publicidade. Evidentemente, canais sob o domínio de caudilhos, imitadores dos hábitos e estratégias do Miranda, usaram e distorceram os fatos para seus objetivos ecumênicos. Apesar deste esforço, o louco poeta teve engrandecido seu nome e eternizado pela patética Academia Brasileira de Letras, o deposito oficial de vermes literários. Diante das negativas de Satan em atender aos desejos da Grande Mídia em entrevistá-lo, houve um acordo global entre as diversas redes e o louco poeta foi convidado para ser o mediador, para que Satan pudesse falar, sem reservas e sem censura. Após difíceis negociações e acertos, o louco poeta foi levado até o local onde Satan estava estacionado. A expectativa é grande, mesmo que não funcione, ao menos se livrarão do louco poeta.

Conflitos

Enquanto nosso trio fugia pelas ruas do Rio, nas ruas de Nova Déli o casal Shakur não está em situação mais confortável ou segura. Desesperado, sr Shakur usa um canal exclusivo do FBI para tentar pedir ajuda a Bacon, o supervisor das missões do casal. Qual não é surpresa em ser recebido por uma voz que ele conhecera em suas investigações sobre os grupos evangélicos, clandestinos e paramilitares, que agem em seu país.
-Agente Dhalsin falando. Quem fala?
-Como? Quem te passou ao comando do FBI? Eu quero falar com Bacon, imediatamente!
-Ah, então é você, pequeno e insignificante? Parece que seus falsos deuses os abandonaram, bem como seus falsos líderes.
-Quem é você para falar em falsos deuses? você negou suas raízes, por amor de Vishnu! Vai negar ajuda a seu compatriota por questões de opinião? Onde está a piedade cristã?
-Boa tentativa, adorador do Diabo! As chances foram dadas, o Senhor está voltando, os inimigos devem ser eliminados para purificar a Terra!
-Isso é um absurdo! Seja lá quem for seu Senhor, ele não merece a coroa do louvor! Que deus elimina aqueles que apenas estão usando o tão mal fadado livre arbítrio? Como pode haver justiça, felicidade ou paz após o domínio de tal tirano?
-Ora, você é quem diz. Mostre-me teus deuses, pois o meu Senhor logo vem e seu poder é real. Onde estão teus deuses? Que eles venham desafiar e vencer o Senhor dos Exércitos, o Príncipe da Paz!
-Alô, alô? Quem está ocupando ilegalmente este canal privativo do FBI?
A voz em interferência era de Bacon. Alivio ao sr Shakur e esperança da sra Shakur. O invasor faz um som misturando fúria, frustração e desdém. Para nós, uma demonstração de que nenhum sistema tem segurança absoluta, com um mínimo de conhecimento, um hacker consegue transtornar qualquer sistema informatizado.
-Seja você quem for, mexeu com o sistema errado! Eu pessoalmente irei encontrar seu sistema clandestino e leva-lo diante da justiça!
-Não me faça rir, falso profeta! Minha fortaleza está no Senhor Jesus. O Comando Tribulação limpará este mundo dos infiéis!
Um barulho seco de fundo, aparentemente encerrando a transmissão, mas Bacon nota uma conversa ao longe em dialeto hindu, incompreensível. Outras vozes, outras línguas, algo que ele ouvira em discos de Death Metal. Desespero, sons de mandíbulas, presas e carnes dilaceradas. Um terrível silêncio.
-Sr e sra Shakur? Alguém?
-Alô? Bacon? Que bom ouvir sua voz! Que loucura!
-Sra Shakur? Calma! Conte-me tudo.
-Por uns instantes, pensei que fosse o nosso fim. Apareceu do nada, uma companhia armada de cristãos, apoiada por anjos de Cristo. Eu lembrei as historias de meus avôs sobre os exércitos nazistas. A armada do deus cristão é muito pior!
-Isso nós sabíamos. Algo aconteceu, fale!
-Bom, eu diria que apareceu para nos proteger uma armada de ashuras! A armada do deus cristão não teve chance, apesar de maior e mais armada. Não sobrou nada! Eu não entendo!
-Onde está o sr Shakur?
-Ele está a 10 metros daqui. Está usando um comunicador dos nossos agressores, tentando manter contato com Dhalsin.
-Dhalsin? O que aquele renegado do FBI e traidor da Índia tem com tudo isso?
-Ele estava em nosso encalço. Ele comandou toda a ação da armada cristã contra duas pessoas desarmadas e inocentes. Espere que meu marido está voltando.
-Bacon? Que bom ouvir sua voz! Eu encontrei o responsável pelas ações clandestinas de grupos evangélicos paramilitares na Índia. Felizmente, não será mais uma dor de cabeça.
-Fale logo, homem!
-Os deuses antigos aceitaram o desafio do deus cristão. A humanidade verá, aterrorizada, quem possui verdadeiramente o poder!
-Parece que agora vai! Eu vou agora mesmo dar a boa noticia a Maxwell e aos outros colaboradores ao redor do mundo. O reinado tirânico de Cristo tem seus dias contados!
-Eu e minha esposa vamos procurar nossos antigos sacerdotes e esperar pelas orientações de nossos deuses. Mal posso esperar para entrar em ação e limpar esta praga de meu país!
-Eu também, meu caro, eu também!

Guerra civil

Emanuel e Sandra conseguiram, apesar do acúmulo de serviço, 2 dias de folga para passearem e curtirem. A programação era básica: passeio, restaurante, cinema, bar, discoteca e cama. Escolheram o Aradia Wiccan Meal para o jantar, um restaurante misto, que vai de pratos vegetarianos até os exóticos. Parece ser um restaurante temático, mas os proprietários tentam sair do lugar comum do modismo vulgar, tentam transmitir as verdadeiras tradições antigas, através de um apurado estudo.
Apesar do restaurante estar, fatalmente, sendo usado por vigaristas e oportunistas, a maior parte dos freqüentadores é composta por pessoas sinceramente interessadas no resgate dessas tradições.
Para chegar lá, o casal optou por descer no calçadão do mercado central, para andar e se distraírem com as bugigangas dos camelôs. O espantoso não foi ver como esse comércio clandestino, com inúmeras mercadorias contrabandeadas e produtos pirateados, ainda continua em atividade, em plena luz do dia, em deboche da lei, em exposição ao público incauto. Sandra não acreditava no que via e Emanuel esfregava os olhos, mas lá estava em plena praça municipal, não os manjados pastores evangélicos e sua corriola de debilóides e sim um sacerdote satanista com alguns adolescentes influenciáveis. Isto deixou de ser clichê para se tornar banal: a vida imita a arte e a arte imita a vida, essas manifestações são reflexos e produtos delas mesmas e de suas parceiras.
Ao menos fosse uma cena da peça do Wanderley, seria mais apropriado e menos patético, mas infelizmente é humano e inevitável: nós precisamos das crendices e das figuras paternais. Que Cristo tenha feito sua ópera bufa é compreensível, mas é decepcionante ver esses verdadeiros grupos de escotismo fingindo serem organizações satanistas. Maiores detalhes, leiam Hetera!Quando chegaram no restaurante, havia uma concentração fenomenal de bruxos, aprendizes, magos e pretensiosos, carregando orgulhosamente os mais diversos grimoires. O assunto bailava sobre o mesmo tema, qual não foi surpreendente achar nas mãos destes muitos jornais e revistas, com matérias e anúncios de produtos correlatos. A vulgarização, superficialização, artificialização e comercialização de artigos relacionados às antigas tradições começaram na década de 60, mas se consolidaram como coisas industrializadas e massificadas pelas décadas de 80 e 90. A velocidade de assimilação e pastificação da sociedade das novidades, contrastes ou iconoclasias que aparecem não é veloz, hoje em dia é instantânea, tal como Cazuza falou: um museu de grandes novidades.
Não há mais choque, conflito, escândalo ou vanguarda. Mal Satan chegou e ele se torna mais um personagem publicitário a ser explorado. No dia seguinte, os comércios se inundariam de quinquilharias e mercadorias com o retrato ou o nome dele, inexplicavelmente minhas obras começariam a ser publicadas, milhares de emissoras de rádios e televisão enxovariam a audiência com mensagens de sacerdotes oficiais, sendo inaugurado uma nova cultura religiosa: o dogspit. Nojento? Assustador? It's just show business.
Isto certamente indicava que haveria mais reações dos grupos evangélicos, particularmente a Comunidade Luz de Jesus, com Miranda tendo mais motivos e justificativas para suas ações exacerbadas. Sandra se preocupou com seu avô e sentiu certa aflição por Rosângela, por isso Emanoel suspendeu a sobremesa, pediu e pagou a conta.
Ao saírem, tentaram ambos contatar Zeheler pelo radiocom, mas não tinha sinal, levando o casal a alterar sua programação romântica para uma missão de busca, com intenção de checar o estado de Zeheler, escondê-lo ou resgatá-lo. Pelo caminho, inúmeras cenas de tumultos, brigas, vandalismos e linchamentos envolvendo os diferentes grupos religiosos, aumentando a violência urbana da cidade do Rio, que está em níveis alarmantes. Esta é a pior parte da insensibilidade da sociedade, esta demonstra uma incrível indiferença a estas conseqüências desumanas derivadas de sua estrutura de funcionamento.
Conforme iam se aproximando do laboratório de Zeheler, nosso casal mergulhava em um caos de ódio cada vez pior, nas cercanias do quarteirão a cena mais parecia uma imitação da faixa de Gaza. O prédio do laboratório estava queimado e parcialmente em ruínas, deixando Sandra desesperada. Os dois entraram, apesar dos riscos, naquele cenário terrível, procurando por Zeheler, pisando pelos restos carbonizados de móveis e equipamentos. Sandra chamava seu avô, seguindo com lamúrias e choros enquanto Emanoel ficava cheio de fuligem, procurando por sinais ou restos. Uma luz tênue, no final de um corredor mais parecido com uma mina de carvão, atraiu o casal. Atrás da porta impecavelmente limpa e intacta estava Zeheler, totalmente concentrado nos dados que obtinha de seu desfragmentador atômico. Desperto pelo barulho do trinco e do choro de Sandra, Zeheler se vira com olhar surpreso.
-O que foi, meninos? por que minha netinha chora?
Emanoel coçava a cabeça, confuso, enquanto Sandra apenas chorava e enchia seu avô com beijos e carinhos. Enfim, Emanoel falou:
-Nós viemos levá-lo, vovô. A coisa ficou perigosa demais.
Em outros tempos, o velho cientista sequer daria atenção, mas depois dos acontecimentos que eu narrei até agora, ele simplesmente pega uma caixa de disquetes e Emanoel se encarregou de levar um carro com as amostras mais importantes do trabalho de Zeheler. Aquele sr, que havia conhecido em sua mocidade a terrível estética da guerra, ficou impressionado com o estado do restante do laboratório, assim que passou pela porta.
-Eu perdi alguma coisa nesta semana que passou?
-Resumindo: os deuses despertaram do longo sono imposto pelos usurpadores Yheshua e Allah. Eu ainda tenho que confirmar com Rosângela, mas Satan chegou em nosso mundo.
-Mmmm. Eu não quero ter a grande pretensão, mas isso foi estrategicamente muito arriscado.
-Eu tenho confiança que tudo foi pensado e planejado, em breve isso ficará claro para nós.
-Eu tenho certeza de que Miranda deve estar capitalizando. A resistência ficara mais restringida e dispersa.
-Rosângela está conversando com os espíritos e deuses que lutam pelo Novo Aeon. Samael, o espírito guia de Rosângela, está em negociação com os deuses antigos. Pela primeira vez na historia da humanidade, uma entidade espiritual aparecerá em rede mundial para explicar o que está acontecendo.
-Acho que, apesar do monopólio das grandes redes e do domínio econômico de alguns grupos, um acontecimento destes é capaz de conseguir alguma atenção da mídia. Quem será esse espírito corajoso?
O barulho ensurdecedor das brigas entre os diferentes grupos nas ruas próximas interrompe a fuga e a conversa de nosso trio. Na vitrine de uma loja de variedades, alguns monitores mostravam a divisão inconciliável na mente da humanidade. Alguns canais tentavam lidar com o fato da forma mais delicada e imparcial possível. Outros, fachadas de empresas ou de organizações religiosas, ou ignoravam ou exacerbavam, com programações escatológicas. Poucos, tiveram o desprazer de abrir sua programação para grupos satanistas emergentes, para estes darem uma versão religiosa contrária ao cerne do fato, como se esta subversão justificasse o status que acreditavam possuir. Bom momento para encerrar esta inserção, preparando um bom caldo de suspense para a próxima.

Satan

Hoje eu vou começar por um fato engraçado: minha irmã tentou chantagear emocionalmente, com a eventual morte de meu pai. Algo muito peculiar, considerando que as pessoas falam tanto no mundo do além, mas ainda oferecem certa resistência quando alguém próximo, quando não as mesmas, se vêem no limiar final.
Não fui eu que fiz as regras desta vida, eu apenas as sigo. Eu aprendi que temos que saber viver, as conseqüências de nossa indigência frente à vida são unicamente de responsabilidade do diletante. Nenhum de nós escolheu encarnar, nem a família na qual nasceu, nem os pais podem devolver um rebento que não lhes agrade. Nenhum casal é forçado a ter filhos, nem os filhos têm dever ou dívida alguma com seus pais. Ter filhos não pode nem deve ser desculpa aos pais de descuidarem de seus destinos, da mesma forma que os filhos não podem justificar seus atos nesta vida pelas falhas paternas.
Quando eu estava preso a estranhos valores de honra e gratidão, eu era útil e abusado por familiares oportunistas. Agora, que me libertei, eu sou considerado egoísta, mesquinho, conformado! Quer dizer, os 6 anos que passei fome mesmo trabalhando, sem ajuda nem apoio de ninguém era certo. (!?)
Bom, justiça é algo que nunca terei, mas meu pai que siga com o destino que escolheu, com a responsabilidade e conseqüência advindo deste, não serei eu a dar exemplo de comportamento e conduta, a quem quer que seja, quem ainda se coloca a serviço destes estranhos conceitos de honra e gratidão que carregue a carga. Eu não sou Cristo, eu rejeito qualquer cruz.
Kelvin não concorda muito com minha fantasia, ainda que sinta algum fundo de verdade. De todos os personagens que viemos acompanhando, ele tem mais motivos que eu de desconfiar desse mito chamado família. Ele era como um estranho aos seus pais, tanto na época da separação quanto na época de conversão. Com uma ajuda dos deuses, ele foi posto fora deste círculo vicioso, conheceu e perdeu Platus, foi treinado por Rosângela e recebeu a ajuda de Katerine. Como eu, conseguiu reconhecer que a humanidade tem construído, até os dias de hoje, muitos totens e agora não consegue mais ver o horizonte, está presa em suas superstições e mitos.
Um que está em moda é a inocência e ingenuidade das crianças, suscitando combustível para a neurose contra a pedofilia, o que me lembra de mais um totem que deve ser derrubado: a industria da pornografia patrocina o estupro e as muitas formas de violência sexual. Ora, tal estado de imaturidade sexual é conseqüência da canga religiosa que os sacerdotes nos impõe, sem falar no estado de barbárie cultural que nossos governantes delegam ao nosso povo. Quando eu defendo o culto a carne, não pretendo avivar a selvageria, mas de derrubar o parasitismo sacerdotal e a incompetência estatal.
Katerine ri de mim, com razão. Eu sou homem, falarei tudo que for de absurdo filosófico para tentar convencer uma mulher a ir para a cama. Ela lembra uma lenda curiosa da Irlanda: o tributo em lagar feito aos duendes. Alguns casais, desejando filhos perfeitos e fortes, em noites de lua crescente ofereciam um lagar de leite aos duendes. Um copo de leite. Com isso, o casal podia fornicar a vontade e esperar um filho, confortavelmente. Eu daria um tonel de leite aos duendes, se isto tirasse do mundo o Menino Jesus. Katerine ri, ela queria com esta estória entrar neste insólito campo que é a fantasia humana. Os únicos que se beneficiaram com os copos de leite na antiga Irlanda foram os gatos, os duendes sempre preferiram bebidas mais destiladas.
Os anjos não são diferentes. A maioria age sem consciência de sua ação ou propósito, todos estão presos a estas prisões chamadas honra e gratidão. Eles não possuem um corpo, no sentido anatômico compreendido pelo homem, a forma assumida é conseqüência da mesma lei evolutiva que funciona em nosso mundo, mas de materiais diferentes. A aparente vestimenta e asas são extensões da pessoa que cada anjo é, como a cor e luminescência. Uma imagem ao estilo de Magritte: a asa parece uma asa, tem forma de asa, mas não é uma asa. Nós, humanos, sempre nos enganamos e nos fascinamos com os reflexos da luz.
Até ai, nada de mais, basta estarmos prontos a mudar de perspectiva e admitir que nossa visão é sempre parcial, o problema é quando tomamos as fantasias como realidade e tentamos colocar todo um Cosmo dentro deste gabarito. Não falo exclusivamente do gabarito religioso, mas também do cientifico. Céticos deslumbrados, ateus compulsivos e membros do Instituto Dexter estejam avisados.
Aqui, por cima destas colinas de Durnham, eu compartilho a visão do vale de Beregner onde alguns bruxos se reúnem para celebrar o despertar dos deuses. Bem ao centro do circulo formado por 7 pedras, 4 marcam os cantos do mundo e tudo circunda a ara central, uma mesa de pedra com inscrições em runas de Yugot. Os bruxos convidados entoam cânticos escondidos e proibidos por séculos, uma cantiga carregada das memórias dos antepassados deste povo, mas que são igualmente fortes para este brazuca. A entonação, as rimas, as vibrações, pertencem àquilo que Lacan descreve como inconsciente coletivo, algo que é preservado não pela memória nem pela tradição, mas pelos gens. Tudo transmitido por esta insólita ligação entre os primeiros antropóides e os deuses, o que tornou possível o aparecimento da humanidade, tal como conhecemos.
Compreender o cérebro enquanto sistema mecânico é possível, mas sua potencialidade escapa da explicação simplista dos evolucionistas. Hoje é normal ouvir no meio cientifico esta surpresa e constatação de que há algo além do simples mecanismo neuro-sináptico. Não custa muito, ainda vamos admitir e provar a existência de outras dimensões e, conseqüentemente, das entidades espirituais e dos deuses. Katerine interrompe a minha patinação na maionese, levantando alegre e sentencia:
-Ele chegou!
Os campos ficam mais verdes, a luz do ocaso mais avermelhada, os animais se juntam ao cantar dos bruxos, estrelas desafiam os limites do firmamento e se mostram como faces. As nuvens se afastam, os rios correm mais lentos, os ventos sossegam. Meu coração encontra uma satisfação e um contentamento que são indescritíveis, meu corpo tem formigamentos e sente o calor do aconchego. Houve um silencio e todos sorriem. Tremei, Usurpador, pois Satan chegou.