3 de mai de 2009

Conflitos

Enquanto nosso trio fugia pelas ruas do Rio, nas ruas de Nova Déli o casal Shakur não está em situação mais confortável ou segura. Desesperado, sr Shakur usa um canal exclusivo do FBI para tentar pedir ajuda a Bacon, o supervisor das missões do casal. Qual não é surpresa em ser recebido por uma voz que ele conhecera em suas investigações sobre os grupos evangélicos, clandestinos e paramilitares, que agem em seu país.
-Agente Dhalsin falando. Quem fala?
-Como? Quem te passou ao comando do FBI? Eu quero falar com Bacon, imediatamente!
-Ah, então é você, pequeno e insignificante? Parece que seus falsos deuses os abandonaram, bem como seus falsos líderes.
-Quem é você para falar em falsos deuses? você negou suas raízes, por amor de Vishnu! Vai negar ajuda a seu compatriota por questões de opinião? Onde está a piedade cristã?
-Boa tentativa, adorador do Diabo! As chances foram dadas, o Senhor está voltando, os inimigos devem ser eliminados para purificar a Terra!
-Isso é um absurdo! Seja lá quem for seu Senhor, ele não merece a coroa do louvor! Que deus elimina aqueles que apenas estão usando o tão mal fadado livre arbítrio? Como pode haver justiça, felicidade ou paz após o domínio de tal tirano?
-Ora, você é quem diz. Mostre-me teus deuses, pois o meu Senhor logo vem e seu poder é real. Onde estão teus deuses? Que eles venham desafiar e vencer o Senhor dos Exércitos, o Príncipe da Paz!
-Alô, alô? Quem está ocupando ilegalmente este canal privativo do FBI?
A voz em interferência era de Bacon. Alivio ao sr Shakur e esperança da sra Shakur. O invasor faz um som misturando fúria, frustração e desdém. Para nós, uma demonstração de que nenhum sistema tem segurança absoluta, com um mínimo de conhecimento, um hacker consegue transtornar qualquer sistema informatizado.
-Seja você quem for, mexeu com o sistema errado! Eu pessoalmente irei encontrar seu sistema clandestino e leva-lo diante da justiça!
-Não me faça rir, falso profeta! Minha fortaleza está no Senhor Jesus. O Comando Tribulação limpará este mundo dos infiéis!
Um barulho seco de fundo, aparentemente encerrando a transmissão, mas Bacon nota uma conversa ao longe em dialeto hindu, incompreensível. Outras vozes, outras línguas, algo que ele ouvira em discos de Death Metal. Desespero, sons de mandíbulas, presas e carnes dilaceradas. Um terrível silêncio.
-Sr e sra Shakur? Alguém?
-Alô? Bacon? Que bom ouvir sua voz! Que loucura!
-Sra Shakur? Calma! Conte-me tudo.
-Por uns instantes, pensei que fosse o nosso fim. Apareceu do nada, uma companhia armada de cristãos, apoiada por anjos de Cristo. Eu lembrei as historias de meus avôs sobre os exércitos nazistas. A armada do deus cristão é muito pior!
-Isso nós sabíamos. Algo aconteceu, fale!
-Bom, eu diria que apareceu para nos proteger uma armada de ashuras! A armada do deus cristão não teve chance, apesar de maior e mais armada. Não sobrou nada! Eu não entendo!
-Onde está o sr Shakur?
-Ele está a 10 metros daqui. Está usando um comunicador dos nossos agressores, tentando manter contato com Dhalsin.
-Dhalsin? O que aquele renegado do FBI e traidor da Índia tem com tudo isso?
-Ele estava em nosso encalço. Ele comandou toda a ação da armada cristã contra duas pessoas desarmadas e inocentes. Espere que meu marido está voltando.
-Bacon? Que bom ouvir sua voz! Eu encontrei o responsável pelas ações clandestinas de grupos evangélicos paramilitares na Índia. Felizmente, não será mais uma dor de cabeça.
-Fale logo, homem!
-Os deuses antigos aceitaram o desafio do deus cristão. A humanidade verá, aterrorizada, quem possui verdadeiramente o poder!
-Parece que agora vai! Eu vou agora mesmo dar a boa noticia a Maxwell e aos outros colaboradores ao redor do mundo. O reinado tirânico de Cristo tem seus dias contados!
-Eu e minha esposa vamos procurar nossos antigos sacerdotes e esperar pelas orientações de nossos deuses. Mal posso esperar para entrar em ação e limpar esta praga de meu país!
-Eu também, meu caro, eu também!

Nenhum comentário:

Postar um comentário