4 de mai de 2009

Kutulu

Uma enorme tenaz aparece, envolvendo e protegendo Satan totalmente do ataque. Algumas fagulhas ricocheteiam de volta para os arcanjos, os atirando para trás por 20 metros. Assombro, espanto e medo. Uma entidade tão grande quanto a fortaleza e tão antiga quanto o Tempo surge em auxílio de Satan. Os arcanjos estão congelados, não sabem como atacar e vencer semelhante deus. Eu noto que Cristo demonstra surpresa e respeito.
- Kutulu! Eu não pedi ajuda! Eu posso cuidar disso sozinho!
- Não seja tão orgulhoso. Ou convencido. Não pense que eu vim ajudá-lo. Apenas não gosto de trapaça numa luta. O Usurpador é todo seu, eu seguro os arcanjos.
Veniel, ao despertar, percebeu estar nos braços de Samael. Se não fosse por ele, ela teria se espatifado ao chocar-se com as turbinas de íon-coletores. Samael a olha com um sorriso pacifico e amoroso. Ela nota a presença do deus do caos, cuja visagem a faz apertar mais fortemente Samael, enquanto encolhe seu rosto junto ao dele.
- Você fez o suficiente, Veniel. Vamos, está na hora de deixar-mos o campo de batalha.
- Oh, meu amado! Eu irei contigo onde quer que me carregue.
O casal segue para fora da arena, em direção a um dos refúgios existentes para os deuses resistentes. Os 10 arcanjos restantes, machistas e orgulhosos, não dão pela falta de Veniel e preparam nova tentativa de ofensiva contra Kutulu.
- Muito bem, Yheshua, seus capangas estão ocupados. Porque não vem mais perto para resolvermos isso, só nós dois, mano a mano?
- Insensato! Ousa desafiar o Senhor! Pouco me importa se todas as hordas do Inferno venham. Eu sou a espada e a coroa do Senhor. Apesar de eu ser o Príncipe da Paz, justo e misericordioso, eu não tenho outra escolha senão demonstrar todo o meu poder e gloria.
Cristo estende ambos os braços para os lados, na posição de cruz e então junta-os na frente, emitindo uma rajada de luz concentrada na direção de Satan. O impacto é tremendo, entretanto, sem efeito, Satan consegue desviar ou bloquear o ataque.
- Isso-isso-isso é impossível! Nada pode resistir ao poder do Senhor!
- Esse foi seu erro desde o principio, Yheshua. Você até pode ter o poder e a autoridade, mas nunca compreendeu a natureza das coisas. Nunca aceitou sua natureza, a natureza divina, a natureza humana e a natureza do poder. Por não entender, usou, abusou e subjugou o poder, de acordo com sua vontade. O poder, a energia, obedece por ser uma ferramenta, mas mesmo assim é cega. Eu possuo o conhecimento e o tenho em abundância, permita-me demonstrá-lo.
Com um leve aceno, Satan emite um facho fino e certeiro que atravessa o manto e a armadura de Cristo na altura de seu ombro direito. O meu espirito guia, um corvo muito safado, sussurra em meu ouvido que o pessoal do CR comemorou esse round como torcedores comemoram o gol do artilheiro de seu time preferido. Isso porque não levaram a serio meus escritos, não atentaram à entrevista que a televisão transmitiu, nem acreditaram no que Satan falou ao louco poeta. A contragosto de Satan, muitos deuses, entidades e humanos estão torcendo pela vitoria dele, seja por vingança pessoal, seja pela esperança de encontrar a liberdade. Ainda haverão muitos que não perceberão que essa libertação, salvação ou redenção deve vir de uma ação consciente de cada indivíduo.
- Não! Não! Não! Eu sou o Senhor! Eu estou revestido com o manto da santidade e a armadura da virtude! Não há em lugar algum poder que possa trespassar! Eu estou com as roupas de Anu!
- Enfim, a dor faz a verdade surgir. A audiência que você tanto cobiçava deve estar chocada, mas isso não me interessa. Está pronto para receber a mesma justiça, com o mesmo rigor que dedica a criaturas indefesas?
- Cale-se, cale-se, cale-se! Eu sou o Senhor, eu sou a Lei, eu sou a Verdade! Prepare-se para receber o Juízo Final!
Novamente Cristo se posta para seu ataque, mas Satan com um meneio de sua mão, detém o ataque e ceifa as mãos de Cristo. Apesar da dor, Cristo tenta continuar o ataque, saltando com os pés para tentar acertar Satan com um chute. Sem esforço, com um dedo, Satan bloqueia o chute e reverte a força, fazendo o pé de Cristo explodir, quebrando sua perna, causando lesões na bacia e na base da espinha. Cristo cai fraco, sem fôlego e quase imóvel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário