2 de mai de 2009

MMC/MDC

Emanoel diverte-se muito com Wanderley. Emanoel empenha-se em preparar folhetos, cartazes e boletins para divulgar as denúncias contra a Comunidade Luz de Jesus entre as pessoas, incluindo nestes textos os indícios arqueológicos que comprovem os erros contidos na bíblia ou de levantar argumentos filosóficos contra a doutrina pregada em templos evangélicos. Para isso criou uma organização fictícia, que propaga o ceticismo, o cinismo, o epicurismo, o ateísmo: a Ordem MMC/MDC.
Wanderley contribui, dando citações poéticas e lembrando alguns filósofos, participando da edição, montagem, colagem e layout dos textos. Eles contam com a colaboração de grupos minoritários, culturalmente alternativos ao estabelecido, ao oficioso, o tão famoso e propalado underground, onde abundam a anarquia pueril e a espiritualidade fútil.
Paralelamente, Wanderley tem seu projeto pessoal de espetáculo, ansioso para voltar aos palcos mambembes, fundos de quintal e boates de péssima fama, mas que constituem um santuário aos artistas iniciantes e revolucionários. Ele mostra ao seu amigo a peça que irá encenar, com mais alguns artistas corajosos, que irá abalar as estruturas do regime religioso vigente: O Calvário II, uma versão apimentada sobre o que teria acontecido nos dez anos após a suposta morte de Jesus. De alguma forma ele encaixaria o adversário declarado dessa doutrina, Satan, como um pastor bem sucedido ou como um profeta que traria aos apóstolos e seguidores algumas verdades sobre o Cristo idolatrado. Ou faria uma paródia dos textos dos santos evangelhos, colocando Satan como Cristo e mostrando iguais resultados. Ele estava com muitas dificuldades em subverter os textos evangélicos e supor quais seriam as ações e palavras de Satan para desarmar esta bomba espiritual e evitar as tragédias que infalivelmente seguiriam com a implementação do cristianismo como única religião oficial aceitável.
A cada trecho ou cena descrita por Wanderley, Emanoel não parava de rir e aproveitava algumas idéias em seus folhetos, mais algumas citações de outros profetas, de outras vertentes, encontrou pela internet várias citações ditas satanistas e mesmo as frases do profeta da carne, filósofo das trevas. Sua caixa de entrada do e-mail estava cheia de mensagens de Maxwell, Sandra, Zeheler, Rosângela, Kraspov, Bacon, Kelvin e outros que estavam dando todo o apoio ao seu grupo, mas também não faltavam as mensagens ridículas com críticas e censuras provindas de grupos evangélicos, aos quais simplesmente apagava pois não sentia qualquer necessidade ou obrigação de dar a estes patrulheiros qualquer satisfação.
Ele aproveitou o e-mail de Rosângela para saber o que ela poderia dizer de Lugalu ou do pergaminho que Kraspov traria para o CR, mais informações sobre Kelvin, sua missão no Brasil e quantos espíritos guias estavam aparecendo aos protegidos.
Wanderley aprofundava sua peça, tentando encaixar os fatos que o CR recebera de Maxwell com o cuidado de evitar citar as fontes ou de atacar frontalmente alguma autoridade ou instituição, pois isso levaria a um inevitável processo por calúnia e difamação. Ele lembra que isso é estranhamente esquecido por programas televisivos evangélicos, que continuam com suas campanhas infames contra as crenças afro-brasileiras e contra a opção homossexual, sem que os produtores ou a emissora sofram qualquer intimação judicial.
-Sabe, você bem que podia pôr em seus folhetos algum estudo sobre a visível homofobia das igrejas cristãs, em suas múltiplas facetas.
-Alguma sugestão?
-Fora o óbvio que a mensagem do Bastardo é de amar uns aos outros como ele os amara? Que tal citar o artigo da Nature sobre o homossexualismo entre as espécies animais? Ou citar exemplos ou passagens bíblicas que sejam mais tolerantes e transigentes com o homossexual? Pelo amor de Deus, você leu, vai dizer que não encontrou nenhuma insinuação de que o homossexualismo era algo natural, não era proibido por Deus.
-Várias, mas os crentes não estão dispostos a ver as evidências, apenas aquilo que seus pastores pinçam da leitura da bíblia. Qualquer criança de 12 anos veria facilmente as contradições, confusões e dubialidade das palavras contidas na bíblia, mas infelizmente para essa massa alienada, nela se encontra a Palavra de Deus, a mais pura e absoluta Verdade.
-Mesmo se demonstrarmos que existem, até o momento, nada menos que 5 versões desta bíblia, fora outras obras e textos que a usam ou a apóiam, de uma forma ou outra? Mesmo se mostrarmos que todas são compilações, traduções ou edições de outros originais, mais antigos, com línguas antigas, que também por sinal são compilações de diversas tradições e memórias de um povo antigo? Ou mesmo que tais memórias e tradições são cópias ou imitações de outros povos antiqüíssimos e de tradições mágicas que dizem pertencer ao Diabo?
-Mesmo se mostrarmos que o sacrifício de Jesus só foi válido e aceitável se considerarmos os preceitos do Levítico e que tal sistema só funcionaria se houvesse veracidade em sistemas mágicos anteriores.
-Eu tenho certeza. Eu pude ver com que teimosia um crente recusa até que seu divino Jesus foi um bastardo ou de que seu sacrifício foi antes uma obra das circunstâncias. Esperar que tal alienado percebesse os elementos esotéricos de magias e tradições antigas que vertem das mensagens de suposta autoria desse masoquista megalômano, chega a ser absurdo igual à fé dos mesmos.
-Vai colocar isto em sua obra?
-Pode ter certeza que sim. Acha que poderemos usar algum desses fantásticos pergaminhos?
-Vou perguntar a Sandra e Rosângela. Ou, quem sabe, Kraspov possa nos permitir usar algum trecho do dele.
-Eu estou animado! Nunca vi tanta movimentação entre os artistas nem tantos bruxos saindo do armário! Ou nós rachamos essa fachada ou ela nos esmaga! Pra frente, Brasil!

Nenhum comentário:

Postar um comentário